Lula critica ''lado podre''' do MP, da Justiça e da PF ao deixar a cadeia

Lula critica ''lado podre''' do MP, da Justiça e da PF ao deixar a cadeia

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, às 17h43 desta sexta-feira (8/11), após obter um alvará de soltura com base na 

Vestindo um blazer preto com camisa preta, o petista deixou a sede da corporação, onde estava preso há 580 dias, em meio a centenas de apoiadores. Integrantes da Vigília Lula Livre, acampamento montado nas proximidades da PF desde que ele foi encarcerado, hastearam bandeiras e entoaram gritos de apoio ao petista. A namorada de Lula, Rosângela da Silva, conhecida como Janja, também estava na porta da Polícia Federal. Lula deu um beijo na namorada e um abraço na filha. Em seguida, estendeu a placa: "Lula é inocente." 

Em seguida, Lula fez um discurso de cerca de 15 minutos para os militantes. "Queridos companheiros e queridas companheiras, eu estava aqui junto com vocês. No dia de hoje, eu poderia estar aqui conversando com homens e mulheres que, durante 500 dias, ficaram aqui gritando 'Bom dia, Lula', 'Boa tarde, Lula', 'Boa noite, Lula', não importa se estivesse chovendo, não importa  se estivesse 40 graus ou zero grau. Vocês eram o alimento da democracia que eu precisava para resistir à safadeza e à canalhice que  um lado pobre do Estado brasileiro fez comigo e com a sociedade brasileira. O lado podre da Justiça, do Ministério Público, da Polícia Federal, da Receita Federal, que trabalharam para criminalizar a esquerda, o PT e o Lula", afirmou.

Lula aproveitou para fazer fortes críticas à Operação Lava-Jato. "Eu quero dizer em alto e bom som,  essa  maracutaia que eles fizeram, liderado pela Rede Globo, de que o Lula é bandido. Eles têm que saber que caráter e dignidade não se compra em shopping center. Não tem nada que me vença."

Durante o discurso, Lula apresentou a namorada, Janja, à militância. "Eu consegui a proeza de arrumar uma namorada na carceragem e dela aceitar casar comigo. É muito coragem dela", disse.

 

De acordo com o ex-candidato à Presidência Guilherme Boulos, Lula deve participar de um evento no Sindicato dos Metalúrgicos, no ABC Paulista, neste sábado (9/11). É o mesmo local em que o petista se entregou para a PF, quando foi preso, em abril do ano passado. O petista também prepara um "discurso à Nação".

 

Lula foi condenado a oito anos e 10 meses de prisão pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), que confirmou, com redução de pena, a condenação imposta pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4). Ele poderá ficar em liberdade até que o processo tramite nas instâncias superiores, ou caso o Supremo atenda a um pedido para anular a ação penal, apresentado pela defesa e que será apreciado pelo tribunal.

 

 

MSN