Hospital de Campanha em Santa Rita pode ser desativado em 30 dias

Hospital de Campanha em Santa Rita pode ser desativado em 30 dias

O Hospital de Campanha que funciona no Hospital Metropolitano Dom José Maria Pires, em Santa Rita, na Região Metropolitana, deve ser desativado nos próximos 30 dias, caso o número de casos da doença comece a diminuir assim como a demanda para a internação nas unidades de terapias intensiva (UTI). A informação foi repassada pelo governador da Paraíba, João Azevêdo, durante entrevista ao Arapuan Verdade, nesta terça-feira (07). 

Sobre os números da doença, Azevêdo informou que acompanha diariamente. “Eu recebo as 5 horas da tarde o número de ocupação de leitos de enfermaria e do Metropolitano, do Solidário e de todos os hospitais da Paraíba. Eu espero que nos próximos 30 dias, a gente esteja fazendo a desmontagem daquele hospital, o anexo do Metropolitano, ficando apenas só o próprio Hospital Metropolitano com sua estrutura com 54 leitos de UTI dedicados a covid-19 para atendimento”, frisou. 

No entanto, isso só deve acontecer se os números de novos casos e da demanda por UTI continuar caindo. “Esse número de novos casos, principalmente com demanda s em relação à UTI, é provável que em 30 dias estejamos desmontando aquela estrutura provisória que foi de extrema importância para o sistema de saúde”, finalizou.

 

 

Click PB