Filho de Itaporanga, conselheiro Marcos Costa morre aos 66 anos

Filho de Itaporanga, conselheiro Marcos Costa morre aos 66 anos

O conselheiro Marcos Antônio da Costa, membro do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB), faleceu nesta sexta-feira, (09), aos 66 anos de idade, após ser internado em um hospital particular da capital. A notícia foi confirmada por volta das 17h30min. 

 

A morte foi confirmada pelo conselheiro Arnóbio Viana, presidente do TCE-PB e o velório vai acontecer na Central de Velórios e Crematório Caminho da Paz, na saída para Cabedelo-PB.

 

Em nota, Arnóbio Viana lamentou a morte do conselheiro Marcos Antônio.

 

“É com profundo e imenso pesar que comunicamos o falecimento do conselheiro do Tribunal de Contas da Paraíba, Marcos Antônio da Costa ocorrido nesta sexta-feira (09), em João Pessoa, ocasionado por falência múltipla de órgãos.

 

A notícia deixa a todos nós, que integramos o TCE, extremamente consternados. Marcos Costa tinha 66 anos, deixa viúva, duas filhas e um neto.

 

Que Deus o receba e guarde num lugar muito especial. À família, nossos mais sinceros pêsames.”

 

CARREIRA

 

Marcos Antônio, nasceu no dia 06 de janeiro de 1953, na cidade de Itaporanga-PB, e em 1978, concluiu a graduação em Ciências Jurídicas e Sociais, pela Universidade Federal da Paraíba-UFPB.

 

Ele atuou como advogado entre 1979 e 1986, exerceu o cargo de Procurador Geral de Justiça do Estado da Paraíba.

 

Ao longo de sua trajetória, Marcos Antônio exerceu funções de chefia na Secretaria de Interior e Justiça da Paraíba, secretarias de saúde e da segurança do Maranhão, Fundação do Bem Estar do Menor (MA), Departamento Estadual de Trânsito do Estado da Paraíba, e Prefeitura Municipal de João Pessoa.

 

Ele ingressou no Tribunal de Contas do Estado da Paraíba em 16 de janeiro de 1987, como Técnico em Controle Externo, após prestar concurso público. Posteriormente, ele foi transformado em Analista de Controle Externo e em seguida, passou a condição de Auditor de Contas Públicas, entre outras funções.

 

No TCE-PB, o conselheiro integrou o Grupo de Acompanhamento do Programa de Eficiência, Eficácia e Efetividade das Ações de Controle Externo; a Comissão de Reestruturação do Plano de Cargos e Salários; Comissão de Inspeção Especial em diversos entes do Estado; e, também, a Comissão de Edição das Súmulas e Jurisprudências, além do Conselho de Cultura do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, e vinha atuando desde 05/02/1999, como conselheiro em exercício em várias oportunidades, em substituição aos conselheiros titulares Arnóbio  Viana, Marcos Ubiratan, Nominando Diniz, Flávio Sátyro Fernandes e José Mariz.

 

 

 

plantãodahora.com.br