Após sair do PDT por divergências, João vê mudança em posicionamento de Lígia

Após sair do PDT por divergências, João vê mudança em posicionamento de Lígia

Após sair do PDT porque o partido não definiu apoio à pré-candidatura de João Azevedo (PSB), o deputado estadual, João Gonçalves (Podemos), afirmou nesta quarta-feira (16), que a pré-candidata a governadora, Lígia Feliciano (PDT) deve fazer um novo pronunciamento futuramente, dando a entender que haverá uma mudança política na postulação da vice-governadora.

João reclamou que não foi feita uma reforma eleitoral séria e que isso o impulsionou a trocar de partidos. Eleito para esta legislatura pelo PSD, o deputado afirmou que avisou ao PDT que sairia do partido caso a legenda não apoiasse a pré-candidatura de Azevedo. "Os partidos têm donos que decidem o que querem. Não tem reunião para decidir carta programa. Por isso estou em constante mudança de partido", explicou.

O apoio a João também foi o fator decisivo para a filiação ao novo partido.

A respeito da ex-colega de partido, João afirmou que acredita que todos os pré-candidatos têm condição de chegar ao final (as candidaturas), inclusive Lígia, porém acrescentou que no seu entendimento "a chapa não é só de candidato a governador, a majoritária tem dois senadores e mais deputados federais e estaduais. Não é só dizer 'eu sou candidato'. Quais os partidos que apoiam?", questionou.

Além disso, João também acrescentou que "no momento oportuno", Lígia deverá dar um pronunciamento mais "pronto e próprio". 

 

 

 Rádio Band News Manaíra.