Zenildo e Zé Célio recuam e abrem espaço para ‘acordão’ com Tyrone

Zenildo e Zé Célio recuam e abrem espaço para ‘acordão’ com Tyrone

O empresário Zenildo Oliveira (PSD) e o médico José Célio (PPS), ambos pré-candidatos a prefeito de Sousa, recuaram de seus projetos e abriram espaço para uma aliança com a pré-candidatura do ex-prefeito Fábio Tyrone (PSB) para enfrentar a reeleição do prefeito André Gadelha (PMDB).

Por intermédio do governador Ricardo Coutinho, os três pactuaram acordo de que o candidato da oposição da cidade será escolhido pelo critério de pesquisa, o que na prática favorece Tyrone, o nome com mais chances de aparecer liderando as consultas. O ‘acordão’ também contou com a participação do deputado estadual Lindolfo Pires (Pros) e do ex-prefeito João Estrela (PDT).

Até então, Zenildo não escondia de ninguém sua divergência e conflito pessoal com Tyrone, de quem foi sócio em negócios e empresas. Zé Célio vinha afirmando que não aceita ser vice de ninguém e batendo o pé na sua pré-candidatura.

“Defendo uma mudança para Sousa com ampla participação popular. Tem que ser um projeto que atenda as narrativas do momento. A população exige  um projeto de mudança de gestão onde o povo possa participar de forma ativa”, justificou Zenildo, sobre a distensão, em nota à imprensa.

 

 

 

MaisPB