Wilson Filho vê interesses pessoais na decisão de Waldir Maranhão anulando impeachment

Wilson Filho vê interesses pessoais na decisão de Waldir Maranhão anulando impeachment

O deputado federal Wilson Filho (PTB) declarou na manhã desta segunda-feira (9) que ficou abismado com a decisão do presidente interino da Câmara Waldir Maranhão (PP), ao anular a votação do impeachment de Dilma Rousseff, e afirmou que isso acontece “transparecendo interesse pessoal”. Wilson disse que a situação é turbulenta e lembrou que Waldir Maranhão também está sendo investigado, por isso vê motivação pessoal na decisão. Waldir votou contra a abertura do processo de impeachment na Câmara. 

“Pega todo mundo de surpresa, eu estou aqui em Brasília, acabei de receber a notícia também, e tem que aguardar o que vai acontecer em relação ao procedimento, eu acho que deve ir algum pedido de liminar para o STF (Supremo Tribunal Federal), para ele barrar essa nova sessão. Porque se fosse baseado em alguma questão legal, tudo bem, porque a lei a gente não discute, a gente cumpre, mas pelo que eu concluí, foi muito mal embasada uma decisão tão complexa como essa”, disse Wilson Filho, referindo-se à questão da orientação das lideranças.

“Cada um dos deputados já votou com a consciência, e a orientação de liderança existe em qualquer sessão, por meio do regimento interno, e existiu na época de Collor”, argumentou o petebista.

De acordo com Wilson Filho, esse processo traz instabilidade política e econômica para o Brasil. “Eu estou muito abismado com essa decisão porque o Brasil inteiro estava constrangido em ver Eduardo Cunha como presidente, aí Eduardo Cunha foi afastado e o Brasil ganha a briga contra o imoral, o antiético. Mas infelizmente a sucessão natural é que o vice assuma, e ele é tão investigado quanto”, avaliou. 

 

 

 

 

Click PB