WhatsApp fica fora do ar em vários países do mundo

WhatsApp fica fora do ar em vários países do mundo

O serviço de mensagens WhatsApp começou a apresentar instabilidade na tarde desta quinta (31).

Usuários brasileiros começaram a notar problemas a partir das 15h.

O site downdetector.com, que rastreia problemas de conexão, registrava 1.310 reclamações em vários países do mundo até as 16h10.

Usuários reclamavam de falta de conexão em países de vários continentes: na Grã-Bretanha, na Índia, na Colômbia, no México, por exemplo.

Por volta de 16h15, o serviço voltou a funcionar de forma intermitente.

Folha não conseguiu ainda contato com a empresa para saber o motivo do problema. Mas, especialistas acreditam que está acontecendo uma ‘overdose’ de acessos.

Ao jornal britânico “Daily Mail”, um porta-voz do WhatsApp afirmou que a empresa havia resolvido as falhas de conexão. O jornal, no entanto, ressalvava que, mesmo depois desse anúncio, usuários ainda se queixavam de pane no aplicativo.

O também britânico “Independent” levantou a hipótese de que as falhas sejam causadas pelo aumento do número de pessoas desejando felicidades aos amigos na virada do ano.

Em setembro, segundo a publicação, o WhatsApp declarou ter 900 milhões de usuários em todo o mundo, 100 milhões dos quais haviam sido acrescentados a partir de maio de 2015.

BLOQUEIO RECENTE

Neste mês de dezembro, o WatsApp chegou a ficar bloqueado em todo o Brasil por 12 horas, da 0h até o meio-dia de quinta (17), por ordem da 1ª Vara Criminal de São Bernardo do Campo. Inicialmente, a determinação era para que o serviço ficasse fora do ar em todo o país por 48 horas.

O bloqueio foi uma represália da Justiça contra o WhatsApp por ter se recusado a cumprir determinação de quebrar o sigilo de dados trocados entre investigados criminais.

Como os problemas atuais estão ocorrendo em vários países, aparentemente não há correlação entre essa paralisação no Brasil e as falhas apresentadas nesta tarde.

No caso que envolver a Justiça, a 11ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo atendeu de forma provisória a pedidos contra o bloqueio —foram quatro, um deles da Oi e outro do próprio WhatsApp.

Os recursos ainda precisam ser julgados pela 11ª Câmara Criminal e a decisão final deve ocorrer a partir do dia 7 de janeiro.

A câmara poderá então decidir contra o bloqueio ou definir um novo período em que o WhatsApp deixará de funcionar no país, informa a assessoria de imprensa.

 

 

 

Folha Online