Virada Cultural Campinense contará com 24 h de programação artístico-cultural

Virada Cultural Campinense contará com 24 h de programação artístico-cultural

O vereador Murilo Galdino (PSB) protocolou ontem, na Câmara Municipal de Campina Grande, projeto de lei criando a Virada Cultural Campinense, evento que deverá ser realizado na metade do segundo semestre do ano, em apenas um dia, mas com programação durante 24 horas ininterruptas. As atrações regionais e nacionais se revezarão em palcos montados em várias partes da cidade, em equipamentos de cultura ou praças. Para suprir uma lacuna no calendário de eventos no segundo semestre, a sugestão é de que a Virada Cultura seja realizada no mês de setembro.
 
O evento será antecedido por festivais de menor porte, promovidos pelas Sociedades de Amigos dos Bairros (SAB’s) e colégios da rede municipal, com o objetivo de servir de triagem para a seleção das atrações que farão parte do evento principal.
 
A Virada Cultural se destinará à apresentação de manifestações das diversas expressões artísticas e culturais, tendo locais de realização, o centro histórico do município, o Parque do Povo, Teatro Municipal, museus e centros culturais que atualmente estão subutilizados, além dos bairros e equipamentos públicos como praças, dentre outros.
 
O objetivo é que os benefícios do evento para Campina Grande extrapolem a esfera cultural e sejam atrativos do ponto de vista turístico e econômico, registrando adesão dos campinenses, moradores do Compartimento da Borborema e estados vizinhos.
 
De acordo com o vereador Murilo Galdino, “com essa iniciativa Campina Grande só tende a consolidar a vocação que sempre teve na promoção de eventos culturais. Além de ser uma excelente oportunidade de homenagear artistas da terra e revelar novos talentos. Um evento como esse ainda propicia o aquecimento do comércio e gera empregos e renda para a população”.
 
Um importante aspecto do projeto é assegurar espaço para diferentes expressões artísticas e culturais, contemplando diferentes públicos. A programação da Virada Cultural pretende privilegiar a pluralidade de formas de expressão artística em setores como artes plásticas, teatro, música, dança, cinema, fotografia, através de apresentações, exposições, oficinas e intervenções artísticas variadas.
 
Para viabilizar a execução do evento que deverá ser realizado pelo município em parceria com a iniciativa privada, o projeto cria o selo “Eu Apoio a Virada Cultural”, como forma de incentivo aos patrocinadores. O selo será concedido à iniciativa privada que decida aderir à programação da Virada Cultural, mediante contrapartidas e critérios a serem fixados em regulamento próprio.
 
Também fica instituída, no âmbito da Secretaria Municipal de Cultura, a Curadoria da Virada Cultural, que funcionará na orientação à elaboração da programação artística e divulgação do evento. A Curadoria será composta por oito pessoas especialistas em suas respectivas áreas, e por um representante da Secretaria de Cultura.

 

 

 

 

Murilo Galdino - Assessoria de Imprensa