Vice-presidente da Mendes Júnior se entrega à polícia em Curitiba

Vice-presidente da Mendes Júnior se entrega à polícia em Curitiba

Procurado pela Polícia Federal em Brasília durante a sétima fase da Operação Lava-Jato nesta sexta-feira (14/11), o vice-presidente da construtora Mendes Júnior, Sérgio Cunha Mendes, se entregou à corporação em Curitiba às 23h45 de ontem. Ele teve mandado de prisão expedido por suposto envolvimento no esquema de desvios de recursos, lavagem de dinheiro e corrupção em contratos da Petrobras.
 

A Polícia Federal tentou prender o empresário em sua casa no Lago Sul, em Brasília, na manhã de ontem. Ele estava, porém, em Belo Horizonte, e negociou sua entrega à polícia durante o dia. Ele queria evitar ser fotografado e filmados pelos veículos da imprensa ao ser detido. Além de Mendes, outros 16 executivos das maiores empreiteiras do país foram presos ontem na Operação Lava-Jato, em fase chamada de “O Juízo Final”.

Os presos na Operação Lava-Jato são ouvidos neste sábado (15/11) na Superintendência da Polícia Federal no Paraná. Os investigadores querem provas do envolvimento deles no esquema de corrupção na Petrobras. De acordo com nove delatores no processo, como o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor da empresa Paulo Roberto Costa, políticos recebiam propinas das empreiteiras com contratos bilionários com a petrolífera.

 

Correio Braziliense