Vice-presidente da Fifa morre aos 82 anos em Buenos Aires

Vice-presidente da Fifa morre aos 82 anos em Buenos Aires

Morreu nesta quarta-feira (30), aos 82 anos, o presidente da Associação de Futebol da Argentina (AFA) e vice-presidente da Fifa, Julio Grondona. Com problemas cardíacos, ele foi internado nesta madrugada no Sanatório Mitre, em Buenos Aires, e morreu às 12h50, antes da cirurgia.

Julio Grondona é considerado uma instituição na Argentina porque foi presidente da AFA desde 1979, permanecendo no cargo durante o regime militar e em todos os governos democráticos, desde a queda da ditadura em 1983. A associação decretará sete dias de luto pela morte de seu dirigente. Com isso, é possível que sejam suspensas todas as partidas programadas para este fim de semana o país, em todas as categorias do futebol argentino.

Um dos filhos de Grondona, Humberto, foi acusado de envolvimento em um esquema de venda irregular de ingressos para os jogos da Copa do Mundo deste ano, disputada no Brasil.

Em sua conta no Twitter, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, disse que ficou “muito triste com a perda do grande amigo”. Blatter enviou um abraço a família e desejou que Grondona descanse em paz.

No Brasil, o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, e o vice-presidente da entidade, Marco Polo Del Nero, também lamentaram a morte de Grondona. “É uma perda muito grande para o futebol”, disse Marin, ao enviar mensagem de conforto à família. Marin ainda determinou que, hoje e amanhã (31), seja observado um minuto de silêncio nas partidas de torneios da CBF.

Agência Brasil