Vice-prefeito de cidade no Cariri é acusado de furtar água da Adutora do Congo

Vice-prefeito de cidade no Cariri é acusado de furtar água da Adutora do Congo

O vice-prefeito da cidade de Camalaú, no Cariri paraibano, Alexandre Bezerra dos Santos (DEM), conhecido como Sandro Môco, está sendo acusado de furtar água da Adutora do Congo. O sistema adutor abastece cerca de 16 cidades da região e está sofrendo os efeitos da seca devido ao período de estiagem.

Uma ação comandada pela Cagepa e por policiais realizada nos dias 12 e 18 de janeiro encontrou um "gato" na fazenda do vice-prefeito e constatou que a água da adutora estava realmente sendo furtada.

Na fazenda de Sandro Môco, denominada como Riacho dos Cavalos, era mantida uma barragem que, por sua vez era alimentada pela água que estava sendo furtada. Na barragem existe um criatório de peixes.

Os canos que estavam tirando a água da adutora foram retirados e apreendidos pela Cagepa. Recentemente, seis pessoas foram presas em uma operação semelhante no município de Boqueirão.

 

 

Click PB