Vice-governadora lança ciclo de Audiências Regionais do Orçamento Democrático

Vice-governadora lança ciclo de Audiências Regionais do Orçamento Democrático

A vice-governadora Lígia Feliciano lançou, na manhã desta terça-feira (15), na Sala de Concertos Maestro José Siqueira, no Espaço Cultural, em João Pessoa, o calendário do ciclo de Audiências Regionais do Orçamento Democrático Estadual, que já se inicia nesta sexta-feira (18), na Região de Cajazeiras. Na ocasião, também foi entregue o Prêmio Ceci Melo de Participação Social – Ano Maria Valéria Rezende, que homenageou 28 mulheres, entre conselheiras do OD Estadual e lideranças comunitárias das 14 Regiões Georçamentárias.

A secretaria executiva do Orçamento Democrático também homenageou secretários e dirigentes do governo, por meio do Selo “Parceiros da Participação Popular”, em alusão ao trabalho que vem sendo desenvolvido intersetorialmente em prol do protagonismo social.

Na solenidade, Lígia Feliciano falou da importância da política da participação popular implantada pelo governador Ricardo Coutinho e da valorização da democracia participativa. “Foi através das plenárias do Orçamento Democrático que pude perceber a real importância de um governo democrático, onde a população tem vez e voz. As audiências estão viabilizando a transformação da Paraíba e mais um ano iremos acompanhar em todas as regiões o que a população tem a dizer”, disse a vice-governadora.

Lígia ainda fez referência à participação dos conselheiros e de toda a equipe de governo que vem tendo interação direta com a população. “A Paraíba tem um governador que tem coragem de oportunizar aparticipação da população nas decisões do governo, e junto aos conselheiros, que são a ponte de referência nas comunidades, iremos construindo um estado cada vez mais democrático e participativo”, ressaltou a vice-governadora, que confirmou a participação do governador e de toda a sua equipe de auxiliares nas 16 plenárias públicas.

O secretário executivo do Orçamento Democrático, Gilvanildo Pereira, apresentou o calendário do ciclo e fez menção de como será a metodologia das audiências para este ano. “Seguindo o modelo dos outros anos, as plenárias oportunizarão a população paraibana a eleger, por região, três prioridades de investimentos, sejam elas em obras, ações e/ou serviços. As prioridades também poderão ser reivindicadas através de aplicativos que estarão disponíveis para a população no dia de cada audiência”, informou o secretário.

Gilvanildo acrescentou que durante as audiências o Governo do Estado promoverá uma ação educativa e de mobilização contra o mosquito Aedes aegypti. “Em parceria com as Secretarias de Estado da Saúde, Educação, Funad, Detran e Secom estaremos realizando um trabalho educativo de conscientização e de mobilização com a população nos municípios sedes das audiências contra o mosquito Aedes aegypti”, afirmou o secretário.

As 14 Regiões Georçamentárias estão sendo preparadas pela equipe de Gerentes Regionais de Acompanhamento e Formação e os Articuladores do OD Estadual, com a realização das reuniões preparatórias, que mobilizam e incentivam a participação para o dia da audiência. Ao todo,serão realizadas mais de 500 reuniões preparatórias em todo o Estado até o final do mês de maio, período em que se encerraram as audiências.

Este ano as plenárias acontecem nas cidades de Cajazeiras, Sousa, São Bento, Pombal, Mamanguape, Esperança, Solânea, Itabaiana, Água Branca, Itaporanga, Patos, Sumé, Cuité, Campina Grande, Guarabira e João Pessoa.

Confira o calendário das audiências:

18/03 às 19h – Cajazeiras (Escola Cristiano Cartaxo)

19/03 às 16h – Sousa (Sousa Ideal Clube)

21/03 às 19h – São Bento (Ginásio “O Andrezão”)

22/03 às 19h – Pombal (Escola Arruda Câmara)

08/04 às 19h – Mamanguape (Escola Técnica)

09/04 às 16h – Esperança (Ginásio “O Vovozão”)

11/04 às19h – Solânea (Ginásio Adauto Silva – Centro)

12/04 às 19h – Itabaiana (Escola Estadual Dr. Antônio B. Santiago)

29/04 às 19h – Água Branca (Ginásio “O Marcelão”)

30/04 às 16h – Itaporanga (Ginásio “O Madrugão’)

02/05 às 19h – Patos (Ginásio “O Gelão”)

03/05 às 19h – Sumé (Escola Prof. José G. de Querioz)

20/05 às 19h – Cuité (Escola Vidal de Negreiros)

21/05 às 16h – Campina Grande (Colégio Estadual da Prata)

27/05 às 19h – Guarabira (Ginásio José Soares de Carvalho)

28/05 às 16h – João Pessoa (Escola Técnica Estadual de Mangabeira)

 

Prêmio Ceci Melo de Participação Social - A solenidade de lançamento do ciclo também homenageou conselheiras do OD Estadual e lideranças comunitárias, das 14 Regiões Georçamentárias, no Prêmio Ceci Melo de Participação Social – Ano Maria Valéria Rezende, em alusão ao Dia Internacional da Mulher (8 de março). Foramhomenageadas 28 mulheres, sendo 14 conselheiras e 14 lideranças, indicadas pelo próprio colegiado dos conselhos regionais e equipe dacomissão da organização do Prêmio. 

 

A homenageada principal deste ano, a escritora e educadora popular Valéria Rezende, recebeu das mãos da vice-governadora Lígia Feliciano a obra de arte do artista plástico Elionai Gomes, como símboloreferência do Prêmio. “Me sinto muito privilegiada em receber esta homenagem, pois foi aqui na Paraíba que comecei a escrever e a me inspirar, principalmente, com os escritores Dora Limeira e GeraldoMaciel. Esse Prêmio é uma representação material por tudo o que vem sendo feito e eu o dedico aos meus personagens que são, verdadeiramente, os protagonistas da minha história”, disse Valéria Rezende.

 

Saiba mais - Em sua quarta versão, o Prêmio Ceci Melo de Participação Social é uma homenagem do Orçamento Democrático Estadual, em parceria com as Secretarias de Estado da Mulher e da Diversidade Humana e Empreender PB, às conselheiras e lideranças comunitárias, das 14 Regiões Georçamentárias, que se destacam na temática da participação popular em suas respectivas regiões. A escritora paraibana Valéria Rezende foi a homenageada principal deste ano por sua valorosa contribuição social e na educação popular. 

 

Sobre Valéria Rezende – Maria Valéria Rezende nasceu em Santos, São Paulo, vindo morar na Paraíba, especificamente, em João Pessoa a partir de 1986. É escritora e sempre se dedicou à educação popular, com intensa atuação no meio rural de Pernambuco e da Paraíba. Esteve em Angola, Cuba, França e Timor Leste, entre outros países, convidada para falar sobre seus projetos sociais. Valéria Rezende estreou na ficção em 2001, com o livro de contos “Vasto mundo”. Depois escreveu obras infanto-juvenis e o consagrado romance “O voo da guará vermelha”. Para Frei Beto, Valéria, que costura referências das culturas erudita e popular, “é uma revelação em nossas letras”. Valéria dedicou-se à educação popular, especialmente à formação de educadores populares e de professores para a educação de jovens e adultos. Participou da criação, direção e equipe de instituições como Pastoral da Juventude da CNBB Nordeste, Diocese de Guarabira, Escola de Formação Quilombo dos Palmares, Ministério da Educação, Conselho Interinstitucional do Projeto Atores de Educação e Economia Solidária Juvenil da Paraíba e Associação Educativa Livro em Roda. Tem ministrado diversos cursos intensivos, seminários, oficina, conferencias e consultorias para a formação de educadores, planejamento e avaliação de projetos nos campos de educação popular, movimentos sociais, desenvolvimento sustentável e economia solidária, no Brasil e em vários países, como Cuba, Honduras, Chile, Peru, Haiti, Timor Leste, Costa Rica, Argentina, México, Itália, França, USA, Canadá, China e África do Sul.

 

 

 

 

Secom-PB