Veteranos no Enem são maioria pela primeira vez desde 2011

Veteranos no Enem são maioria pela primeira vez desde 2011

Os estudantes que já fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) pelo menos uma vez são maioria dos inscritos nesta edição, segundo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Isso ocorre pela primeira vez desde 2011. Os veteranos no exame são 5,8 milhões, enquanto os calouros, cerca de 2,7 milhões. A última vez que isso ocorreu foi em 2010, quando eram aproximdamente 1,9 milhão de novatos para 2,2 milhões que já haviam passado pelo Enem.

A estudante Bárbara Santana Rosa, 18 anos, é uma dessas pessoas. Ela fará o Enem pela terceira vez este ano e garante: "Estou muito mais tranquila". Na primeira vez, em 2014, ela estava ainda no 2º ano do ensino médio, fez a prova como treineira. "Se eu te falar que eu li todas as questões estarei mentindo. Fiz só para ver como era a prova", diz.

No ano passado, o que pesou para a estudante foi o nervosismo. Já no 3º ano do ensino médio, queria cursar medicina. Durante o dia tinha aulas na escola e à noite, fazia cursinho. "Às vezes eu dormia às 3h e acordava às 6h. No dia da prova eu estava tão nervosa, que quando meus pais vieram falar comigo, eu comecei a chorar".

Neste ano, já com o ensino médio concluído, Bárbara teve mais tempo e mais tranquilidade para se dedicar apenas ao preparo para o Enem. Estudou e assistiu aulas pela internet. Também mudou a opção de curso, quer direito. 

Junto com Bárbara, este ano, 1,5 milhão de candidatos farão a prova pela terceira vez, segundo o Inep. O maior grupo entre os veteranos, com cerca de 2,4 milhões é dos estudantes que farão o exame pela segunda vez. Aproximadamente 864 mil farão pela quarta vez e 1 milhão fará pela quinta vez ou mais. Na edição de 2015, os veteranos deram um salto. No ano passado, 3,4 milhões dos inscritos fariam a prova pela segunda vez ou mais enquanto 5,4 milhões fariam pela primeira vez.

"Muitos alunos fazem pela segunda vez porque é muito comum que comecem a fazer as provas no início do ensino médio. Alguns estados têm projetos para incentivar que os alunos façam o Enem para ganhar experiência. Esses projetos existem tanto na rede pública quanto na privada", explica o professor Rubens Oda, coordenador da Olimpíada Brasileira de Biologia e professor nas redes pública e privada. Oda também é diretor do Descomplica.

Segundo ele, ter experiência ajuda o estudante a ficar mais tranquilo quando o Enem é para valer. As dicas tanto para quem está na escola quanto para quem está afastado das salas de aula é refazer edições antigas do exame, mesmo que seja um veterano nas provas.

"É muito importante que o estudante se prepare pautado na matriz de habilidades e competências do Enem. As provas não buscam só o conteúdo livresco, são diferentes dos vestibulares tradicionais. O Enem busca vivência que se encontra através de leituras de livros, de revistas e jornais que possam tornar os candidatos atualizados e mesmo por meio de sites", diz.

O Enem neste ano será nos dias 24 e 25 de outubro. As provas serão aplicadas em todos os estados e no Distrito Federal. Ao todo, mais de 7,7 milhões de candidatos confirmaram a inscrição. 

Para ajudar nos estudos para o Enem, a Empresa Brasil de Comunicação (EBC) preparou o aplicativo Questões Enem que reúne todas as questões desde a edição de 2009. No sistema, é possível escolher as áreas do conhecimento que se quer estudar. O acesso é gratuito.

 

 

 

Agência Brasil