Vereadores da PB apostam salário em resultado de 1º turno estadual

Vereadores da PB apostam salário em resultado de 1º turno estadual

Dois vereadores de Paulista, no Sertão paraibano, apostaram o valor dos seus salários na votação em primeiro turno do município para o governo estadual. O vereador Possidônio Fernandes (PSDB) apostou que o candidato do seu partido, Cássio Cunha Lima, conseguiria a maioria dos votos na cidade. Ele ganhou a disputa contra Nilton Dantas (PTB), que apostou no candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB). O valor apostado foi de exatos R$ 2.603,83.

 

No município de Paulista o candidato do PSDB obteve 3.632 votos, superando em 711 votos o candidato do PSB, que recebeu 2.921 votos. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Segundo os parlamentares, "tudo não passou de uma diversão sadia entre colegas de trabalho". Para o segundo turno, nenhum dos dois pretende arriscar a aposta novamente.

Já no dia seguinte à eleição, o vereador Possidônio depositou o cheque. Com quatro mandatos na Câmara de Paulista, ele contou como surgiu a ideia de apostar na votação do município para governador no primeiro turno das Eleições 2014. "Há 30 dias estávamos na sessão. No intervalo, ainda no plenário, ele fez o desafio e chamou para apostar o salário. Eu fiquei meio sem querer, mas acabei entrando. Aposta é assim mesmo, para quem ganha acaba dando certo, né?", explicou.

Também vereador com quatro legislaturas na casa, Nilton Dantas diz que não há qualquer mágoa com a derrota na aposta, mas que pretende reverter o resultado das urnas no segundo turno. "Fazer o quê? Perdemos, mas não há nenhum acirramento. Foi só uma brincadeira entre colegas e não tem problema algum nisso. Para o segundo turno vamos trabalhar e recuperar os votos perdidos", assegurou Dantas.

 

G1 PB