Vereador é condenado a 7 anos de prisão por incendiar empresa

Vereador é condenado a 7 anos de prisão por incendiar empresa
A 1ª Vara da Comarca de Sousa condenou três pessoas, entre elas um vereador com mandato na cidade de Aparecida, a prisão, por roubo qualificado, dando qualificado, incêndio e invasão à Empresa Santana que fica instalada no Perímetro Irrigado das Várzeas em Sousa.
A pena do vereador é de sete anos e quatros meses. Os outros dois acusados foram condenados a 12 e 15 anos de prisão. A sentença foi prolatada pelo Juiz, José Normando Fernandes. A denúncia foi oferecida pelo Ministério Público aponta os réus acusados de invasão e danos qualificados contra a Empresa.
O Inquérito apurou que no dia 10 de março de 2012 a sede da Empresa Santana fora invadida por integrantes do Movimento Sem Terra (MST), os quais deliberadamente promoveram ato de vandalismo, e ilícitos penais. A denúncia apresenta que pessoas identificadas como integrantes do MST, chegaram à sede da Empresa armados de foice, picareta, roçadeira, e pedaços de paus.
Após renderem o vigilante da Empresa pela madrugada, por volta das 04h30, invadiram as dependências da Santana, intimidaram e renderam o gerente, colocando no pátio da empresa, depois danificaram bens, e subtraíram pertences, e atearam fogo no galpão.
No dia 29 de setembro de 2012, a denúncia foi recebida pela Justiça. O trâmite do processo seguiu, até chegar à decisão final em 1ª Instância, cabendo recursos.
 
MaisPB com ReporterPB