Vereadora de Conceição dispara: “Existem pessoas que têm preço e vivem de troca de dinheiro"

Vereadora de Conceição dispara: “Existem pessoas que têm preço e vivem de troca de dinheiro"

Vários vereadores da oposição, juntamente com a vereadora Dior Sabino, defenderam-se das críticas feitas por um meio de comunicação da cidade de Conceição, que veiculou matéria, que segundo os vereadores seria inverídica e macularia a imagem dos trabalhos realizados na Câmara. Eles trouxeram números e mostraram que não deixaram de votar em nenhum projeto, que beneficiasse a população.

A matéria tinha como teor principal, críticas pesadas e dizia que os vereadores haviam deixado de votar um projeto que tinha como objetivo principal, a distribuição de peixes para as famílias cadastradas no programa Bolsa Família. No entanto, os vereadores, indignados com o que eles chamaram de mentira, foram duros ao responder ao meio de comunicação.

No uso da Tribuna, a vereadora Dior Sabino taxou a informação de mentirosa e caluniosa. Segundo ela, a intenção seria “queimar” os vereadores e chamou de “babança” a atitude dos responsáveis pela notícia. “Existem pessoas que têm preço e vivem de “babança” em troca de dinheiro, mas a vereadora Dior Sabino tem caráter, diferente de certas pessoas que se vendem”, ressaltou a vereadora.

Em seguida Dior explicou que nenhum vereador deixou de votar o projeto. Segundo ela, que estava com um levantamento do total de famílias cadastradas na Secretaria de Ação Social, os vereadores pediram para que o projeto fosse enviado para as comissões, pois o valor de 30 mil reais(Valor do projeto) seria pouco demais para um total de 3.124 famílias cadastradas.

Dior lamentou também a forma com que ela vem sendo tratada pela presidência da casa. Segundo ela, não existe o mínimo de respeito para com ela e lembrou a ocasião em que deveria assumir a presidência, na ocasião em que participava de uma Audiência Pública e de forma desrespeitosa, foi substituída pelo vereador Edivaldo Ramalho. A vereadora é a Secretária da casa e na ausência do presidente e do vice, ela tem a prerrogativa de assumir a presidência.

Já o vereador Vicente Ramos citou que a gestão já recebeu cerca de 35 milhões de reais e ainda não fez nada pela cidade. Segundo Vicente todos os setores estão abandonados, a exemplo do calçadão e das praças da cidade.

Por outro lado, Vicente Ramos usou a matemática dos números, apresentados pela vereadora Dior Sabino e justificou o pedido de mandar, para as comissões, o projeto, que objetivava fazer doações de peixes na Semana Santa. Segundo o vereador, dividindo o valor do projeto pelo número de famílias(3.124), não daria nem 10 reais para cada família. Dessa forma, o parlamentar mirim sugeriu uma emenda para que fosse aumentado para 100 mil reais, visando assim o alcance do número de famílias cadastradas. Ele disse que o veículo de comunicação, usou de forma maldosa a informação para macular a imagem dos vereadores.

O vereador Flávio Mangueira, no uso da tribuna, fez fortes elogios ao vereador Vicente Ramos, pela realização da Cavalgada, que aconteceu neste domingo(30), na cidade de Conceição. Segundo Flávio, o vereador Vicente Ramos precisaria ser homenageado pelo o que ele chamou de evento do ano de 2014, no município. Em seguida, ele pediu o Titulo Benemérito para Vicente Ramos, o qual foi votado e aprovado por unanimidade.

Outro projeto aprovado na sessão desta segunda-feira(31), foi o do repasse do valor de 200 reais para cada componente da Banda Filarmônica. O vereador Luis Paulino sugeriu que o valor fosse um salário mínimo, mas a bancada da situação criou obstáculos, alegando que o valor poderia não ser compatível com os cofres da prefeitura e que o prefeito poderia não sancionar o projeto. O vereador Vicente Ramos ainda tentou, argumentando que existe verba na Secretaria de Cultura e ironizou a atitude de alguns vereadores da situação, que segundo ele, estariam querendo adivinhar os valores existentes nos cofres da prefeitura. Para Vicente, o legislativo tem que aprovar os projetos e compete ao executivo sancioná-los ou não.


 

Fonte: Gilberto Angelo/portal Vale do Piancó Notícias