Veneziano diz que PMDB e PT “deram um passo largo” para aliança

Veneziano diz que PMDB e PT “deram um passo largo” para aliança

O pré-candidato a Governador da Paraíba nas Eleições 2014, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) afirmou nesta terça-feira (25) que PMDB e PT deram “um passo bastante largo” para a formalização de uma coligação com os dois partidos já no primeiro turno, após o encontro que manteve ontem com o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT). Segundo Veneziano, a conversa com Cartaxo foi “aberta e objetiva”.


Ele lembrou que, há cerca de 30 dias, um grupo de lideranças petistas já havia se pronunciado peça coligação unindo os dois partidos já no primeiro turno, inclusive com a indicação do Superintendente da CBTU, Lucélio Cartaxo (PT) para compor a chapa majoritária, como candidato ao Senado. “O PT já havia manifestado essa vontade, em documento subscrito por diversas lideranças petistas”.

Na conversa, Veneziano disse que reafirmou a Luciano a sua opinião de respeito ao PT, pela indicação da advogada Nadja Palitot (PT) como pré-candidata ao Governo do Estado, mas que não poderia, da mesma forma, deixar de vislumbrar a possibilidade de união PMDB-PT já no primeiro turno. “Sempre pontuei a liberdade de qualquer legenda de apresentar nomes, como o PT, que apresentou o da minha amiga Nadja Palitot, pessoa respeitada, que milita na advocacia”.

Eles falaram ainda sobre o desejo de lideranças petistas, na Paraíba e também nacionalmente, de ver as duas siglas unidas, em torno de um projeto único, favorecendo a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). “Também falamos sobre esse desejo nacional do PT em ter um palanque forte na Paraíba”.

Veneziano disse que, no encontro entre ele e Cartaxo, ficou acordado que se houver a possibilidade de união dos dois partidos já no primeiro turno, que ela ocorra de forma natural, sem imposições. “Se houver conveniência e possibilidade, esse esforço estará sendo feito, mas de maneira absolutamente natural. Jamais estaremos trabalhando por meio de imposições, porque quando isso acontece, fica complicado”.

O pré-candidato peemedebista lembrou que o PT discutirá a proposta para tomar a decisão final no próximo dia 12 de abril e que, até lá, também manterá contato com outras legendas, para que o projeto seja fortalecido. “Ficaremos na expectativa. Se der certo, ótimo. Estou torcendo e vendo com bons olhos esta possibilidade de união já no primeiro turno. Enquanto isso, manteremos contatos com outras legendas para reforçar o conjunto da oposição”.

Fonte: Redação do portal Vale do Piancó Notícias com parlamento-PB