Veneziano defende posição do PMDB, mas exclui “traíras” das discussões

Veneziano defende posição do PMDB, mas exclui “traíras” das discussões

O ex-prefeito de Campina Grande e deputado federal eleito, Veneziano Vital do rego (PMDB), defendeu, nesta segunda-feira (06), posicionamento do PMDB para o segundo turno das eleições estaduais da Paraíba para governador, disputado pelo senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e governador Ricardo Coutinho (PSB).

O ex-prefeito, que também lançou o nome para governador no período pré-eleitoral, relevou mágoa por ter sido rifado por setores do partido e disse que os ‘traíras’ da legenda não devem ser ouvidos neste momento.

“O PMDB não deve ficar neutro. Mas, alguns, lamentavelmente, já tomaram seu posicionamento, abandonaram desde cedo. Lastimo. Eu já havia sido abandonado logo cedo e esses, que nos traíram, não vão ser buscados a falar”, disse.

Veneziano disse também que todas as decisões da legenda deve passar pelos “fieis”, principalmente pelo senador Vital Filho (PMDB) e o senador eleito José Maranhão, que foram “decisivos para engrandecer o nome do PMDB no pleito”.

“Os fiéis ao PMDB, que não foram tantos, esses devem ser ouvidos. Vital do Rego, que foi decisivo par chegar onde chegamos; Maranhão; e aqueles que foram corretos e leais com o PMDB. Os que já fizeram suas escolha, esses não devem ser buscados”, ratificou.

Apesar das mágoas, Veneziano não citou os nomes dos supostos ‘traíras’ do PMDB nas eleições estaduais deste ano. 

Cristiano Teixeira - MaisPB