Vale Tudo: brasileiro dá ‘peixinho’ na linha de chegada e se classifica

Vale Tudo: brasileiro dá ‘peixinho’ na linha de chegada e se classifica

Valeu – e muito – o esforço. Enquanto os adversários seguiam correndo após cruzar a linha de chegada, João Vitor Oliveira estava estatelado na pista do Engenhão. A “queda” no entanto, era resultado de um movimento proposital. Já perdendo equilíbrio na terceira bateria classificatória dos 110m com barreiras, o brasileiro deu um “mergulho” no fim (confira no vídeo acima). E a tentativa desesperada teve grande valor. Cravou 13s63, sua melhor marca na temporada, e avançou às semifinais com o quarto lugar na tomada de tempo. O roteiro de Éder Souza foi menos cinematográfico, mas igualmente valoroso. Dois centésimos mais veloz do que o compatriota, ele também avançou na Olimpíada do Rio, com a última vaga da última bateria.

– Na verdade, não treino isso. É algo natural. Se sinto a necessidade de fazer, eu faço. Vou continuar fazendo. O que vale é o tronco cruzar a linha de chegada. Então, temos que nos projetar ao máximo. Ralei o joelho. Tem que dar o sangue – disse João, em entrevista ao SporTV.

 

 

 

Globo