Vacinação contra hepatite A começa a partir desta sexta-feira e deverá atingir 56,7 mil crianças na Paraíba

Vacinação contra hepatite A começa a partir desta sexta-feira e deverá atingir 56,7 mil crianças na Paraíba

A partir desta sexta-feira (1º), a vacina contra a hepatite A passa a fazer parte do Calendário Nacional de Vacinação do Sistema Único de Saúde (SUS). Ela será ofertada para crianças de 1 ano até 1 ano e 11 meses, em todo país. Na Paraíba, o público alvo é composto por 56.764 crianças e a meta é vacinar, durante este primeiro ano de implantação, pelo menos 55.914 crianças. A expectativa da Secretaria de Estado da Saúde é que no primeiro mês sejam imunizadas cerca de seis mil crianças.

De acordo com o enfermeiro do Núcleo de Imunização, da Secretaria de Estado da Saúde, Edson Lira, a vacina estará disponível em todas as Unidades de Saúde da Família e nas Unidades Básicas de Saúde. “Os profissionais das unidades estão passando as informações para as famílias e enfatizando a importância dessa nova vacina. É bom lembrar que não se trata de uma campanha e sim da introdução de uma nova vacina de rotina”, disse.

Edson lembra ainda da importância da vacina: “Nessa faixa etária, as crianças ainda estão tomando suas vacinas de rotina e esta será uma maneira de prevenir mais uma enfermidade”. A meta do Ministério da Saúde é atingir três milhões de crianças em todo país. A introdução da nova vacina é uma ação do Ministério da Saúde e marca o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais.

Hepatite A - Os principais sintomas da hepatite A são: pele e olhos amarelados, vômitos, cansaço, urina com coloração escura e fezes esbranquiçadas. A hepatite A é considerada uma forma branda de hepatite e não resulta em consequências mais graves. Em alguns casos, ela não apresenta sintomas.

A hepatite A é habitualmente benigna e raramente apresenta uma forma grave (aguda e fulminante) que pode levar à hospitalização ou morte em 2% a 7% dos casos graves. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), todos os anos ocorrem cerca de 1,4 milhão de casos da doença no mundo. No Brasil, estima-se que ocorram por ano 130 novos casos a cada 100 mil habitantes.

Não existe tratamento específico para a hepatite A. Este é realizado apenas com repouso e alimentação balanceada. Geralmente, o organismo se recupera após 4 a 15 semanas. O tempo de recuperação depende de características pessoais do indivíduo contaminado e da quantidade de vírus presente no organismo.

A prevenção da hepatite A inclui, principalmente, medidas de higiene pessoal, como lavar as mãos antes das refeições, e a ingestão de água e alimentos de origem confiável.

 
 

Secom PB