Universidade realiza aula básica de informática para pessoas com Síndrome de Down

Universidade realiza aula básica de informática para pessoas com Síndrome de Down

A Faculdade Uninassau de João Pessoa realiza nesta terça-feira (15) aula básica de informática para pessoas com Síndrome de Down, da Associação Ame Down. O projeto visa corrigir uma lacuna que existe entre esse público e o mercado de trabalho, que sente dificuldades em absorver os portadores desta deficiência. A aula vai contar com 30 inscritos e será ministrada no laboratório de informática da faculdade.

 Esse não é o primeiro projeto de responsabilidade social que a instituição realiza em parceria com a Associação Ame Down. Oficinas de gastronomia e fotografia já foram realizadas e dessa vez a ideia é empoderar esses adolescentes e jovens da associação. “As mães e pais que fazem parte da Ame Down, sempre relatavam a dificuldade de inserção no mercado de trabalho dos filhos com deficiência. E assim como eles, acreditamos que essas pessoas tenham capacidade de desenvolver tarefas com responsabilidade e compromisso, por esse motivo resolvemos dar a oportunidade para que eles se qualifiquem e se prepararem para entrevistas de trabalho”, destacou Vanessa Firmino, auxiliar de Responsabilidade Social da UNINASSAU de João Pessoa.
 Esse será o primeiro passo para preparar pessoas com Síndrome de Down para o mercado de trabalho. “Acho uma excelente ideia, porque a dificuldade para entrar no mercado de trabalho é grande. Sem falar que a maioria ainda não é alfabetizada e as empresas querem pessoas que leiam, escrevam e tenham qualificação profissional. Durante a oficina, serão passadas informações básicas de informática para que eles consigam realizar funções simples que podem ajudar no trabalho. ”, destacou Eliane de Souza Pacote, mãe de Aron Pacote, que tem Síndrome de Down e 19 anos.

 Outro fator que dificulta a inclusão social é o preconceito e o desconhecimento sobre a deficiência. “Muitas pessoas acham que eles são incapazes, mas não é verdade. Eles podem levar uma vida normal, estudar, passear, namorar, enfim. Porém o preconceito ainda é grande. Meu filho é alfabetizado, mas sofreu bullying e sente medo de ler em público e ser zombado”, disse Eliene
 
A aula básica de informática é gratuita e faz parte das ações de responsabilidade social da Uninassau. A aula será ministrada no laboratório da faculdade

 

 

 

Click PB