União entre PMDB, PSDB e PSD depende apenas de uma consulta ao Senado, diz jornalista

União entre PMDB, PSDB e PSD depende apenas de uma consulta ao Senado, diz jornalista

O senador Cássio Cunha Lima  não vai desistir da tese de união entre PMDB, PSDB e PSD já no primeiro turno das eleições na capital. Isso ficou evidenciado numa conversa que o blog manteve com o tucano no fim de semana, em Campina Grande.

Cássio disse que será persistente na ideia e ainda esta semana saberemos se a estratégia terá êxito ou não. A depender da maioria dos tucanos, o pré-candidato do PMDB, Manoel Júnior será o vice de Luciano Cartaxo (PSD).

Segundo um aliado de primeira hora do senador Cássio, a união dessas forças políticas depende apenas de uma consulta ao Senado. A Comissão de Constituição e Justiça aprovou  o fim da reeleição para o Executivo.

A dúvida é se a decisão já é válida para 2016. O interesse, segundo interlocutor, é saber se numa eventual reeleição de Cartaxo e a saída dele para disputar o Governo do Estado, o vice que assumiria por dois anos teria direito à reeleição.

Caso a sinalização seja positiva, de acordo com a fonte, o peemedebista será o vice do PSD. Mesmo que a articulação não prospere, os tucanos vão marchar com Luciano Cartaxo por uma questão de sobrevivência.

Caso PMDB e PSDB marchem juntos no primeiro turno, existe uma grande chance de Manoel Junior disputar o segundo turno com Cartaxo, abrindo caminho para uma reaproximação entre PSD e PSB. Aguardemos o desfecho dessa empreitada.

 

 

 

 

Blog do Anderson Soares