UFPB entra em greve a partir de 17 de março; UFCG ainda vai fazer nova assembleia

UFPB entra em greve a partir de 17 de março; UFCG ainda vai fazer nova assembleia

O Sindicato dos Trabalhadores em Ensino Superior do Estado da Paraíba (Sintesp-PB) confirmou nesta quarta-feira (26) que a Universidade Federal da Paraíba vai parar as atividades a partir do dia 17 de março, por tempo indeterminado.

Segundo o Sintesp, dos 233 presentes na assembleia realizada no Centro de Vivência da UFPB, em João Pessoa, 223 votaram a favor da paralisação e os outros dez foram contra a greve.

O Sindicato já havia sinalizado que haveria a interrupção das atividades na instituição, após uma rodada de atividades realizadas na Federação de Sindicatos de Trabalhadores em Educação das Universidades Brasileiras (Fasubra), em Brasília.

Segundo a pauta de reivindicações formulada pelo Sintesp, os profissionais da categoria querem que seja cumprido o acordo de greve; que haja aprimoramento da carreira (Ascensão Funcional); turnos contínuos e redução da jornada (30 horas); eles também são contra a intervenção da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares nos hospitais universitários.

Quanto à Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), o Sintesp informa que a instituição ainda fará uma nova assembléia no dia 19 para decidir se também vai aderir à greve.

As duas instituições estão entre as 46 que concordaram com a interrupção do calendário escolar, por tempo indeterminado, conforme consta no quadro da greve nacional das universidades federais divulgado pela Fasubra.

Fonte: Por Alisson Correia