UFCG decide paralisar atividades nesta quinta-feira, 10, por 24 horas

UFCG decide paralisar atividades nesta quinta-feira, 10, por 24 horas

Os docentes da Universidade Federal de Campina Grande paralisarão suas atividades durante 24 horas nesta quinta-feira (10/04). A decisão foi tomada durante assembleia da categoria, realizada hoje de manhã (08/04), que também deliberou pela realização de uma aula pública, em frente à Reitoria, exibição de filmes e debates. A paralisação se insere na campanha salarial 2014 dos professores das Universidades e dos Servidores públicos Federais.

A decisão de paralisar as atividades nesta quinta-feira foi aprovada pela maioria dos participantes. A proposta da paralisação foi apresentada pela diretoria da ADUFCG dentro do contexto da campanha salarial 2014 e também como uma deliberação da última reunião do setor das federais do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior –ANDES-SN, realizada nos dias 29 e 30/03 , em Brasília.

A paralisação tem também o objetivo de intensificar a mobilização da categoria para pressionar o Governo Federal a negociar com a categoria sua pauta que inclui: valorização salarial, reestruturação da carreira, garantia da autonomia universitária e melhores condições de trabalho.

Durante a assembleia de hoje, os docentes avaliaram a necessidade de realização da paralisação como mais uma etapa na construção de uma greve da categoria, já que a partir de 2012 o governo abandonou a negociação com a categoria, implantou sua proposta de carreira docente, aprofundou a desestruturação e a precarização das condições de trabalho e não atendeu nenhuma das reivindicações dos professores.

A paralisação desta quinta-feira coincidirá com mais uma reunião entre a direção do ANDES-SN e os representantes da Secretaria de Ensino Superior do Ministério da Educação, com o objetivo de discutir a pauta específica protolocada pelo Sindicato Nacional.

Entre as atividades deliberadas para a paralisação está a realização de uma aula pública, a partir das 8h30, nos jardins em frente à Reitoria da UFCG com os seguintes temas: Autonomia Universitária, Carreira Docente: ontem e hoje, Condições de Trabalho na UFCG e Criminalização dos Movimentos Sociais na América Latina. Para a aula pública a ADUFCG deverá instalar no local uma estrutura que inclui toldos, cadeiras e equipamento de som.
A tarde está prevista a exibição, seguida de um debate, no Auditório da ADUFCG, do filme “Barra 68”, do cineasta paraibano Vladimir Carvalho, sobre a invasão da Universidade de Brasília pelo exército e forças da repressão da ditatura militar.

A atividade da noite será a realização da segunda audiência pública da Comissão da Verdade, da Memória e da Justiça das entidades Representativas da UFCG, no Auditório da ADUFCG, a partir das 18h30, como depoimentos dos professores Gervásio Batista Aranha e José Benjamim.

Calendário
No ponto de pauta sobre a proposta de calendário acadêmico para 2014 apresentada pela Reitoria, a categoria ratificou sua posição anterior de que as férias em janeiro devem ser preservadas como um direito conquistado. A assembleia também deliberou que a diretoria deve continuar dialogando com a Reitoria para conseguir a melhor proposta possível tanto para os professores como para os demais segmentos da comunidade universitária.
Reunião

A assembleia também decidiu enviar a próxima reunião do setor das federais do ANDES-SN, que ocorrerá nos dias 26 e 27/04, em Brasília, dois representantes. Um pela diretoria da ADUFCG e outro pela base da categoria, tendo sido escolhido o professor Antonio Lisboa, da Unidade Acadêmica de Educação de Campina Grande.

da Redação com assessoria
WSCOM Online