Tricampeão: Putin é eleito o mais poderoso do mundo pelo 3º ano seguido

Tricampeão: Putin é eleito o mais poderoso do mundo pelo 3º ano seguido

Pelo terceiro ano seguido, o presidente russo Vladimir Putin foi eleito o homem mais poderoso do mundo pela revista americana Forbes. De acordo com a publicação, Putin "continua a provar que é um dos únicos homens no mundo poderosos o suficiente para fazer o que quiser - e não ser punido por isso", referindo-se a invasão à Crimeia e ao lançamento de ações militares na Síria.

Barack Obama, presidente dos Estados Unidos, conseguiu cair ainda mais uma classificação, se comparado ao ano anterior, e agora está em terceiro lugar, atrás da chanceler alemã, Angela Merkel. Para a Forbes, está claro que os EUA continuam uma potência econômica, cultural, diplomática, tecnológica e militar, mas com o ingresso no último ano de mandato, Obama vê seu poder se diminuindo. Nota ainda destaca que, "dentro de casa, sua aprovação continua perpetuamente abaixo de 50%".

Papa Francisco
Em quarto lugar, o papa Francisco foi citado por ter feito como missão transformar a imagem conservadora da Igreja Católica. "O primeiro Papa jesuíta e latino-americano prega a compaixão com os mais pobres e um maior papel para as mulheres, enquanto sinaliza para que a igreja diminua seu foco em 'questões relacionadas a aborto, casamento gay e o uso de contraceptivos'".

 

Brasil
único representante brasileira na lista é a presidente Dilma Rousseff, que caiu para a 37ª posição. A publicação cita que parte da população pede sua saída do poder e que enfrenta escândalos na Petrobras, além de uma crise econômica. A presidente apareceu em 31° no ano passado, e em 20º em 2013.
 
 

 

180 Graus