TRE-PB diz que denúncia contra policiais será apurada

TRE-PB diz que denúncia contra policiais será apurada

 O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) emitiu, na tarde deste sábado (25), nota oficial esclarecendo o procedimento que adotará diante da denúncia protolocada pela coligação ‘A Vontade do Povo’ de que policiais civis e militares tentaram invadir o prédio da produtora de TV que presta serviços ao candidato a governador Cássio Cunha Lima, do PSDB.

Na nota, o presidente da Corte, Desembargador Saulo Benevides, disse que o órgão tomou todas as providências cabíveis objetivando esclarecer os fatos em toda sua extensão.

Ele revelou ter acionado o Procurador Regional Eleitoral, Rodolfo Alves, o juiz e a promotora da 57ª Zona Eleitoral, além da Polícia Federal, para se deslocarem até o local e adotar as providências pertinentes.

A denúncia da coligação tucana está sendo apurada pela Polícia Federal, para onde os envolvidos no incidente foram conduzidos. “Se constatado qualquer abuso, todas as providências legais cabíveis serão adotadas”, garantiu o presidente do TRE.

Confira, na íntegra, a nota do TRE da Paraiba:

NOTA OFICIAL

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba informa que diante da denúncia feita durante a sessão extraordinária deste sábado, de que policiais civis e militares tentaram invadir local de atividade da campanha da Coligação A Vontade do Povo, em Cabedelo, com a revista de veículos de advogados da citada coligação, de forma abusiva, tomou todas as providências cabíveis objetivando esclarecer os fatos em toda sua extensão.

O presidente da Corte, desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides, acionou o procurador regional eleitoral, Rodolfo Alves, o juiz e a promotora da 57ª Zona Eleitoral, bem como a Polícia Federal, para se deslocarem ao local e adotar as providências pertinentes.

O caso está sendo apurado na sede da Polícia Federal para onde foram conduzidos os envolvidos no incidente e, constatado qualquer abuso, serão tomadas as providências legais cabíveis.

PRESIDÊNCIA DO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DA PARAÍBA



MaisPB com assessoria