TRE-PB autoriza investigação contra Arnaldo e Anderson Monteiro por suspeita de compra de votos

TRE-PB autoriza investigação contra Arnaldo e Anderson Monteiro por suspeita de compra de votos

A Polícia Federal (PF) foi autorizada a abrir um inquérito policial para investigar o deputado estadual Arnaldo Monteiro (PSC) e seu filho, Anderson Monteiro (PSC) por suspeita de compra de votos. A decisão do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) foi publicada na edição desta terça-feira (05) do Diário da Justiça Eletrônico.

De acordo com o juiz Paulo Câmara, que decidiu o caso, “tratou-se de um pedido formulado pelo Ministério Público solicitando abertura de inquérito pelo crime de compra de votos”. Ele ainda antecipou que “é uma suposta prática de compra de votos, então essa suposta prática vai ser investigada”.

A investigação será feita pela Polícia Federal, que tem um prazo de até 60 dias para a conclusão das diligências.

Segundo a denúncia, o deputado estadual Arnaldo Monteiro e o ex-prefeito da cidade de Esperança, Anderson Monteiro, mantinham um esquema de compra de votos na região durante as eleições de 2016. A denúncia ainda detalha que eles realizavam o pagamento das contribuições sindicais de trabalhadores rurais de Esperança como forma de comprar votos.

 

 

Click PB