TRE debate propaganda eleitoral antecipada em audiência pública em CG

TRE debate propaganda eleitoral antecipada em audiência pública em CG
Propaganda eleitoral antecipada será tema de debate em audiência pública que o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba realiza na próxima segunda-feira, em Campina Grande. A audiência faz parte da programação do quarto encontro  do “Planejamento Democrático – Eleições 2014”. O evento será no auditório da Justiça Federal e tem como objetivo levar informações sobre o processo eleitoral, tirar dúvidas e debater o planejamento do pleito de forma transparente com os juízes eleitorais e a sociedade. 
 
Pela manhã será realizada uma reunião interna exclusiva para juízes eleitorais, promotores, chefes de cartórios e servidores das zonas eleitorais da região (Campina Grande , Queimadas, Alagoa Nova, Esperança, Ingá, Boqueirão, Aroeiras, Remígio, Soledade, Pocinhos, Cabaceiras, Juazeirinho, Cuité, Umbuzeiro, Picuí, Serra Branca, São João do Cariri e Areia ). Na ocasião, o presidente do TRE, desembargador Saulo Henriques de Sá e Benevides, e os secretários da instituição, vão apresentar o planejamento para a realização das eleições e esclarecer eventuais dúvidas sobre o pleito.
 
A partir das 14 horas terá início uma audiência pública com a participação da classe política. Dirigentes e militantes partidários, prefeitos, vereadores, representantes da OAB e do Ministério Público estão convidados a participar do debate, que será aberto ao público em geral. 
 
O presidente do TRE, Saulo Benevides, falará sobre a Perspectiva das Eleições 2014; o juiz Eduardo José Soares, membro da corte e diretor da Escola Judiciária, discorrerá sobre Propaganda Eleitoral de Rua; e o servidor Alexandre Basílio, especialista em direito eleitoral, vai proferir palestra sobre Propaganda Eleitoral Antecipada e Redes Sociais. Em seguida o fórum será livre para discussões.
 
Os encontros do “Planejamento Democrático – Eleições 2014 já foram realizados em Guarabira, Patos e Sousa. Depois de Campina Grande será realizado em João Pessoa reunindo juízes, promotores, chefes de cartório, lideranças e militantes partidários de João Pessoa, Bayeux, Cabedelo, Santa Rita, Cruz do Espírito Santo, Alhandra, Pilar, Mamanguape, Pedras de Fogo, Rio Tinto e Itabaiana.