Trabalhadores dos Correios assinam acordo e suspendem possibilidade de greve

Trabalhadores dos Correios assinam acordo e suspendem possibilidade de greve

O acordo coletivo de trabalho 2016/2017 foi assinado entre os Correios e as federações representantes dos trabalhadores nesta terça-feira (20). O acordo prevê reajuste de 9% a ser concedido nos percentuais de 6% em agosto de 2016 e 3% em fevereiro de 2017.

Também foi concedido reajuste nos benefícios em 8,74% e a manutenção das demais cláusulas dos acordos anteriores, inclusive a que trata do plano de saúde.

A assinatura do acordo suspende a possibilidade de greve que havia sido levantada pela categoria na última semana. Houve paralisação parcial da prestação de serviços dos trabalhadores na última semana em algumas regiões do país devido à falta de acordo quanto às reivindicações dos trabalhadores.

O presidente dos Correios, Guilherme Campos, ressaltou que o acordo firmado foi fruto do esforço coletivo das representações da empresa e dos trabalhadores. “Mantivemos toda a disposição para uma negociação que beneficiasse a todos, sem a necessidade de recorrer a qualquer mediação externa. Agora, precisamos continuar dialogando para tirar a empresa do vermelho”, afirmou o dirigente.

 

 

IG