Teori Zavascki libera denúncia contra Cunha para julgamento no Supremo

Teori Zavascki libera denúncia contra Cunha para julgamento no Supremo

O ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF) finalizou sua análise da denúncia contra o presidente da CâmaraEduardo Cunha (PMDB-RJ), e liberou o caso para julgamento pelo plenário da Corte.

Na semana que vem, a defesa do deputado deverá ser intimada e, em seguida, o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, deverá marcar um dia para a sessão, que ainda não tem data para ocorrer.

Reunidos, os 11 ministros da Corte deverão analisar as acusações para decidir se abrem ou não uma ação penal contra o peemedebista. Se aceitarem a denúncia, Cunha passa à condição de réu; caso contrário, o caso é arquivado.

No fim de janeiro, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao STF a "urgente" análise da denúncia, em que acusa Cunha de corrupção e lavagem de dinheiro, pela suspeita de que recebeu propina de ao menos US$ 5 milhões em contratos de navios-sonda para a Petrobras.

O deputado nega as acusações, diz que nunca recebeu vantagem indevida e que a denúncia é baseada num depoimento irregular, do ex-executivo da empresa Toyo Setal Júlio Camargo.

 

 

G1