Temperatura do planeta em 2015 foi a mais alta em 136 anos

Temperatura do planeta em 2015 foi a mais alta em 136 anos

A temperatura média do planeta em 2015 foi a mais alta desde que começaram os registros climáticos, há 136 anos, segundo um relatório anual divulgado nesta quarta-feira pela Nasa e a Administração de Oceanos e Atmosfera dos EUA (NOAA, na sigla em inglês).

A temperatura da superfície terrestre e oceânica da Terra ficou 0,9 grau centígrado acima da média registrada durante o século XX, que é de 13,9 graus centígrados, segundo o estudo.
De fato, o ano de 2015 foi 0,13 grau centígrado mais quente que 2014, ano que detinha o recorde anterior de maiores temperaturas, segundo a Agência Espacial Americana (Nasa).

Os cientistas ressaltaram que, desde 1880, quando começaram os registros climáticos, nunca tinham sido alcançadas temperaturas tão altas tanto na superfície oceânica como na terrestre.

Em 2015, a temperatura dos oceanos aumentou como jamais havia ocorrido, ficando 0,74 grau acima da média do século XX e superando os recordes registrados em 2014, 1988 e 2003.

Também aumentou durante 2015 a temperatura média da superfície terrestre, que ficou 1,33 grau centígrado acima da média do século XX, quebrando o recorde anterior, estabelecido em 2007 e novamente em 2010, quando a temperatura terrestre aumentou 0,25 grau centígrado.

O aumento das temperaturas afetou especialmente a América Central, o norte da América do Sul, partes do norte, sul e leste da Europa, o oeste da Ásia, amplas regiões da Sibéria, assim como outras do leste e do sul da África.

Também foram afetadas grandes áreas do nordeste e do centro do Pacífico equatorial, assim como grande parte do oeste do Atlântico Norte, a maior parte do Oceano Índico e partes do Oceano Ártico.

 

 

Terra