Temer nega crise e diz que Executivo governa junto com o Congresso

Temer nega crise e diz que Executivo governa junto com o Congresso

O vice-presidente da República, Michel Temer, negou nesta terça-feira (10) que exista uma crise entre o Executivo e o Congresso Nacional. Após reunião com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), Temer disse que só vê "aplausos" para a relação dos dois poderes e afirmou que é "fundamental" a presença do Congresso em todas as medidas do ajuste fiscal promovido pelo governo federal.

"Você sabe que não é só o Executivo que governa. O Executivo governa junto com o Congresso Nacional, portanto é fundamental a presença do Congresso em todas as medidas que o governo está tomando para obter uma economia saudável", afirmou Temer.

"Eu não tenho notícia dessa [crise]. Estou aqui fazendo esse interrelacionamento com tranquilidade. Só vejo aplausos para relaçao entre Executivo e o Congresso Nacional", completou o vice-presidente.

Temer também se reuniu com o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). As reuniões foram para discutir uma alternativa ao reajuste da tabela do Imposto de Renda. No início do ano, o Legislativo aprovou o reajuste em 6,5%, mas a presidente Dilma vetou o texto.

Nesta quarta-feira (11), no entanto, está prevista uma sessão do Congresso Nacional destinada à análise dos vetos presidenciais, inclusive o relacionado ao projeto que faz o reajuste da tabela do Imposto de Renda.

O vice-presidente evitou dar detalhes sobre a nova proposta, mas afirmou que qualquer decisão dependará dos líderes das duas Casas.

"Tudo vai depender dos líderes do Senado e da Câmara. A ideia é escalonar, não sei se em três ou quatro faixas essa questao da revalorização da tabela do Imposto de Renda, mas vai ser de comum acordo com o Congresso Nacional", declarou Temer.

 
 
 

G1