Temer estuda privatizar aeroportos da ponte aérea Rio-São Paulo

Temer estuda privatizar aeroportos da ponte aérea Rio-São Paulo

Diante da necessidade de aumentar a receita e reduzir o rombo nas contas públicas, o presidente interino Michel Temer informou que vai estudar a dos aeroportos de Congonhas (SP) e Santos Dumont (RJ), responsáveis por 45% do fluxo de passageiros no país. 

"É possível que venhamos a privatizar, vai ser analisado, Congonhas e Santos Dumont, o que deve dar uma boa soma", afirmou.

Os dois aeroportos possuem, atualmente, a rota mais movimentada do país - a ponte aérea Rio-São Paulo.

Segundo informações da Folha de S.Paulo, a inclusão de ambos na lista de de privatizações é uma mudança importante no pacote de concessões que está sendo montado pelo governo interino.

De acordo com a publicação, o governo previa, inicialmente vender apenas quatro aeroportos em 2016 - Porto Alegre, Florianópolis, Salvador e Fortaleza - o que renderia, ao menos, R$ 4,1 bilhões aos cofres públicos.

Temer disse esperar que a venda de ativos e a recuperação da economia gerem receitas suficientes para cumprir a meta fiscal de 2017, que prevê deficit de R$ 139 bilhões, mas não descartou a possibilidade de elevar impostos.

"O meu desejo é que não aumente, mas, se houver absoluta necessidade, não tem o que fazer", concluiu.

 

 

 

 

 

Uol