Temer escolhe tucano Aloysio Nunes para liderança do governo no Senado

Temer escolhe tucano Aloysio Nunes para liderança do governo no Senado

O presidente em exercício, Michel Temer, definiu nesta terça-feira (31) o tucano Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) para o posto de líder do governo no Senado. Segundo assessores do Palácio do Planalto, antes de convidar o senador do PSDB para a vaga de liderança, Temer consultou o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG).

 Ainda de acordo com a assessoria do presidente em exercício, Aécio avalizou a indicação do colega de partido para a lidença do governo no Senado. Na eleição presidencial de 2014, Aloysio Nunes concorreu a vice-presidente na chapa encabeçada por Aécio Neves.

Confirmada a "bênção" da cúpula tucana, Aloysio foi ao Palácio do Planalto, no início da tarde desta terça, para ouvir de Temer o convite oficial para a vaga.

Além da liderança do governo no Senado, o PSDB passou a comandar, na gestão Temer, três ministérios: Relações Exteriores, com o senador licenciado José Serra (SP); Cidades, com o deputado licenciado Bruno de Araújo (PE); e Justiça e Cidadania, com Alexandre de Moraes, ex-secretário de Segurança Pública de São Paulo.

Há cerca de duas semanas, Michel Temer indicou, sob forte pressão de parlamentares do chamado "Centrão", o deputado André Moura (PSC-SE), integrante da "tropa de choque" de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), para a liderança do governo na Câmara.

Cabe aos líderes do governo na Câmara e no Senado fazer a interlocução entre o Planalto e o parlamentares. Os líderes também são responsáveis pela articulação, dentro do Legislativo, com a base aliada.

 

Mulheres
A escolha de Aloysio para a liderança do governo no Senado frustra as expectativas de que Temer indicaria uma senadora para a função.

 

Segundo a GloboNews, o presidente em exercício estudava o nome de uma mulher para a liderança no Senado como resposta às críticas de que não havia mulheres no alto escalão do governo.

As senadoras Simone Tebet (PMDB-MS) e Ana Amélia (PP-RS) chegaram a ser cotadas para o cargo.

 

 

 

 

G1