TCM: Estela rebate Cássio; “Manobra foi feita quando ele estava cassado”

TCM: Estela rebate Cássio; “Manobra foi feita quando ele estava cassado”

A deputada Estela Bezerra (PSB) rebateu, nesta quarta-feira (02), as insinuações do senador Cássio Cunha Lima (PSDB) de que o verdadeiro propósito do governador Ricardo Coutinho (PSB) com a instalação do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) na Paraíba é afastar Lígia Feliciano (PDT) da vice-governadoria, para assim “barganhar o cargo com a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB)”.

Com a escolha de um nome da ALPB para vice, Estela poderia ser a indicada. No entanto, em entrevista ao Portal MaisPB, a deputada disse que as ilações são estapafúrdias.

“É uma construção estapafúrdia para desviar a verdadeira questão que estamos debatendo aqui. Não entendo porque o senador, quando governador queria implantar e agora não quer. A manobra política foi feita na época em que ele estava cassado, em 2008, e mesmo cassado queria implantar o TCM, por cima de pau e pedra. Nós não, estamos fazendo com o debate adequado, que precisa ser estendido, chegar a sociedade”, afirmou.

“O senador precisa assimilar que não é o mandatário do Estado, o dono das terras paraibanas, que o debate é de interesse público e deve ser feito no âmbito da coletividade. Ele não pode reunir os parentes e decidir sobre o futuro da Paraíba”, acrescentou.

 

 

MaisPB