TCE aponta irregularidades e direcionamento de licitações na prefeitura de Pocinhos

TCE aponta irregularidades e direcionamento de licitações na prefeitura de Pocinhos

Exibindo 12033817_1475534132776914_1419663900_n.jpgMais um escândalo envolvendo a prefeitura municipal de Pocinhos, no cariri do estado, veio à tona nesta quinta-feira (17). O prefeito, Cláudio Chaves Costa (PMN), é acusado de favorecer familiares de atuais secretários. De acordo com o Tribunal de Contas da Paraíba (TCE), empresas estariam concorrendo sozinhas e algumas licitações foram abertas antes da entrega de convites para outros licitantes.

Um dos sócios da empresa contratada para prestar serviços para prefeitura, através da secretaria de educação, é o empresário Breno Vasconcelos Tomé, primo legítimo da secretária de Educação Silvana Leal.

Outra irregularidade apontada pelo TCE é o fato de Breno Vasconcelos figurar em duas empresas concorrentes entre si para ganhar as licitações realizadas no município de Pocinhos.

A empresa de Breno, LT Indústria e comércio de embalagens plásticas LTDA, faturou na licitação de número 010/2013 o montante de R$ 42.000,00. Concorrendo apenas entre si.

O TCE também detectou serviços de natureza singular contratados de forma emergencial, a exemplo de aquisição de material de limpeza.

“O caso não é de dispensa de licitação, até porque não está comprovada nos autos a situação de emergência ou urgência que autorizasse a dispensa do certame licitatório”, apontou o laudo.

A assessoria da prefeitura não quis comentar sobre as denúncias.

A LT indústria e comércio de embalagens plásticas LTDA não emitiu nota.

Assessoria