Taça da Copa chega ao Rio após tour pelo mundo

Taça da Copa chega ao Rio após tour pelo mundo

RIO - Depois de percorrer 89 países durante 225 dias, desde setembro de 2013, num deslocamento de mais 150 mil quilômetros pelo planeta, a Taça da Copa do Mundo chegou ao Rio, ontem à noite. O desembarque ocorreu sob forte segurança no Aeroporto Internacional Tom Jobim. O avião com o troféu saiu de Los Angeles, nos Estados Unidos, fez escalas em Belmopan (Belize) e Manaus. A taça ficará no Rio até sexta-feira, em exibição ao público no Maracanã, diariamente, a partir de hoje, das 9h às 21h.

Com 5kg de ouro e 36,5cm de altura, o troféu disputado pelas 32 seleções que vão participar da Copa de 2014 passará depois pelas 26 capitais brasileiras e pelo Distrito Federal. A viagem pelo país do Mundial será encerrado em São Paulo, onde chegará em 1º de junho, 12 dias antes do jogo de abertura do torneio, entre as seleções do Brasil e da Croácia, no Itaquerão.

- Este troféu ficará aqui no país até o dia da final (13 de julho). Depois disso, dependerá da seleção brasileira - brincou o diretor de comunicação da Fifa, Walter de Gregorio, em entrevista ao Sportv.

No giro pelo país, a taça será acompanhada por campeões das cinco Copas conquistadas pelo Brasil (1958, 1962, 1970, 1994 e 2002). Segundo regra da Fifa, só campeões do mundo e chefes de Estado podem tocar o troféu. O cuidado é tanto que até os agentes de segurança que o transportam só podem segurá-lo com luvas.

A distância percorrida até chegar ao Brasil corresponde a três voltas ao mundo. Na viagem, passou por cidades atingidas por acidentes naturais, como Porto Príncipe, no Haiti, e Rikuzentakata, no Japão. Em todos os lugares, a taça foi exposta à população.

No caminho, atravessou zonas de conflito, como a fronteira entre Israel e Palestina, e, em eventos da Fifa, foi recepcionada por representantes ilustres do mundo do futebol, como Pelé, na França, e pelo vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Hoje, às 7h, haverá uma solenidade fechada para recebê-la no Maracanã, estádio da final da Copa, dia 13 de julho.

 

Globo