Suspeito de tentar matar delegado da PB a tiros é preso em casa de praia no Rio Grande do Norte

Suspeito de tentar matar delegado da PB a tiros é preso em casa de praia no Rio Grande do Norte

Foi preso, na manhã desta sexta-feira (10), no Rio Grande do Norte, o homem suspeito de tentar matar o delegado Leonardo Machado da Costa Souza, de 37 anos, no dia 13 de junho, em Uiraúna (Sertão do estado, a 477 km de João Pessoa). Ivamar de Paiva Barreto estava escondido em uma casa na Praia de Muriu, no Litoral Norte potiguar, a 40 km de Natal.

De acordo com o delegado geral da Polícia Civil na Paraíba, João Alves, a polícia chegou até o suspeito após investigações feitas por policiais civis da Paraíba e do Rio Grande do Norte. A prisão foi realizada por volta das 5h, em ação conjunta de profissionais dos dois estados. Cerca de 50 policiais participaram da operação.

“Vínhamos investigando o suspeito desde o dia do crime e conseguimos descobrir o paradeiro dele. Informamos à polícia do Rio Grande do Norte e agimos conjuntamente no cumprimento do mandado de prisão. O suspeito estava em uma casa de praia, que segundo dados levantados nas investigações, é propriedade de um familiar”, explicou João Alves.

Ainda segundo o delegado geral, no momento da prisão, Ivamar de Paiva Barreto estava sozinho e com ele foi apreendida uma espingarda calibre 12. A arma do crime ainda não foi encontrada.

O suspeito de tentar matar o delegado Leonardo Machado foi levado para uma delegacia no Rio Grande do Norte, onde até as 7h15 estava sendo ouvido pelo delegado André Rabelo, da 3ª Superintendência de Polícia Civil da Paraíba, que compreende todos os municípios do Sertão. Após o depoimento, ele deve ser conduzido a uma penitenciária na Paraíba. Ainda não há previsão de horário para a transferência.

O crime

Leonardo Machado da Costa Souza foi atingido por três tiros na manhã do dia 13 de junho deste ano, no Centro de Uiraúna. Ele estava em uma praça quando dois homens em uma moto se aproximaram e efetuaram os disparos. Conforme as investigações, o crime teria sido cometido depois de uma briga entre a vítima e Ivamar de Paiva Barreto, em um supermercado da cidade. O motivo é considerado banal pelas autoridades policiais. Leonardo Machado continua internado no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, e seu estado de saúde ainda é grave.

Fonte Por Amanda Gabriel
Foto: Luiz Beserra/Inter TV Cabugi