Suplentes torcem por deputados na disputa pelas prefeituras

Suplentes torcem por deputados na disputa pelas prefeituras

A bancada paraibana na Câmara Federal poderá contar com ‘caras novas’ após a realização das eleições municipais deste ano. É que pelo menos cinco dos doze deputados federais paraibanos têm seus nomes lembrados como opções de seus partidos para a disputa do pleito de outubro.

Dentre os cotados, aparecem Manoel Júnior (PMDB), Veneziano Vital do Rêgo (PMDB), Efraim Filho (DEM), Luiz Couto (PT) e Wilson Filho (PTB).  À exceção de Veneziano, que é lembrado para a disputa em Campina Grande, todos os demais podem concorrer nas eleições da Capital.

Numa eventual vitória de um dos nomes do PMDB este ano, quem já está com o paletó pronto para assumir o mandato é o 1º suplente André Amaral, que obteve 6.552 votos em 2014.

Caso os deputados Efraim Filho ou Luiz Couto vençam a disputa, quem ascende à condição de titular é o 1º suplente da coligação Edvaldo Rosas, do PSB. Nas eleições do ano passado, Rosas obteve 50.171 votos.

Em caso de vitória do deputado Wilson Filho (PTB), o hoje suplente no exercício do mandato, Marcondes Gadelha (PSC), carimba sua permanência pelo restante do mandato na Câmara Federal.

Já em relação à Assembleia Legislativa, pelo menos nove dos 36 deputados, podem vir a disputar o pleito deste ano.

Dentre os nomes que aparecem como cotados estão Adriano Galdino (Campina Grande), Charles Camaraense (Cuité), Daniella Ribeiro (Campina Grande), Dinaldinho Wanderley (Patos), Doda de Tião (Queimadas), José Aldemir (Cajazeiras), Jullys Roberto (São Bento), Ricardo Barbosa (Cabedelo) e Zé Paulo (Santa Rita).

Mesmo negando qualquer pretensão eleitoral este ano, outros nomes também podem aparecer na disputa, a exemplo dos deputados João Gonçalves (PSD) e Estela Bezerra (PSB), ambos com domicílio eleitoral em João Pessoa.

 

 

Alexandre Freire – MaisPB