Suplente do senador Vitalzinho diz que cansou de ser um coadjuvante

Suplente do senador Vitalzinho diz que cansou de ser um coadjuvante

Suplente do senador Vital do Rêgo filho (PMDB), Tavinho Santos confirmou ao MaisPB sua saída do PTC, classificado por Tavinho como uma legenda que trabalha em torno de manobras baseadas apenas em interesses políticos. Ex-vereador e ex-secretário municipal, Tavinho disse ter sido enganado e que cansou de ser coadjuvante. “Fui convidado para fortalecer o PTC, após muitos anos de dedicação ao PTB. Foi uma decepção. Não é um partido sério”, disse Tavinho.

Em entrevista ao MaisPB, o ex-presidente da Câmara dos Vereadores de João Pessoa contou que ficou chateado por ter de abortar sua candidatura à Câmara Federal, devido a mais uma intervenção do diretório nacional no PTC na Paraíba. “Cometi o erro de não consultar o histórico do diretório nacional. Foram cinco intervenções na Paraíba desde 2011!”, lamentou Tavinho.

O suplente de Vital do Rêgo afirmou, ainda, que práticas como as utilizadas pelo PTC somente serão inibidas se houver uma reforma política. “O PTC não sobrevive a uma reforma política”, disse ele ao MaisPB.

Tavinho seria candidato a deputado federal e ficou a ver navios, depois que o ex-deputado Walter Brito assumiu a direção estadual da legenda, substituindo Neto Franca. “Fui enganado”, contou Tavinho, lamentando o fato da troca ter inviabilizado sua candidatura.


Jãmarrí Nogueira - MaisPB