Superintendente nega fechamento de delegacias na PB, garante abertura de especializadas e exalta média de solução de crimes

Superintendente nega fechamento de delegacias na PB, garante abertura de especializadas e exalta média de solução de crimes

O superintendente da 1º Delegacia Regional de Polícia Civil, Marcos Paulo Vilela, criticou os boatos sobre delegacias fechadas na Paraíba e garantiu que o número de delegacias especializadas aumentou. Fazendo um comparativo, o delegado afirmou que o trabalho da polícia judiciária saiu da média nacional de 7% para 44%.

“Não sei de onde partiu (a informação sobre 34 delegacias fechadas)”, afirmou em entrevista ao Sistema Arapuan e destacou que a verdade é que foram abertas delegacias especializadas em regimes de plantão de 24h, como em Cabedelo, Bayeux, Santa Rita e João Pessoa.

“Tem a delegacia da mulher que funciona 24h, a da Infância e Juventude, Homicídios, Repressão a Entorpecentes, Roubos e Furtos de Veículos, além de outras”, pontua.

O delegado explicou que o que se fechou foi o plantão noturno da 1ª Delegacia Distrital em Cruz das Armas e da 5ª DD em Bayeux e lembrou que em São Paulo - que tem o maior efetivo do Brasil, com mais de 30 mil - não tem todas as delegacias abertas. “É praticamente impossível. O importante é prestar o serviço durante o expediente”, destaca.

Vilela afirmou que em Natal, que é uma cidade com porte aproximado ao de João Pessoa, apenas duas delegacia ficam abertas em regime de plantão 24h para receber ocorrências e lembra ainda a 7ª DD em Cabedelo, a 9ª DD em Mangabeira e a 12ª DD em Manaíra, além dos plantões no Litoral Sul e Litoral Norte. “É um esforço hercúleo que enfrentam apesar do número de políciais vir reduzindo eles estão desempenhando com maestria esse trabalho de polícia judiciária”, afirmou lembrando que a Polícia Civil saiu de 7% de elucidação de homicídios para 44% em média no Estado, enfatizando que 7% é também a média nacional.

 
 
 


Da Redação