Servidores públicos estaduais desbancam médicos entre candidatos nas eleições deste ano

Servidores públicos estaduais desbancam médicos entre candidatos nas eleições deste ano

Empresários, advogados e servidores públicos estaduais foram as profissões mais citadas pelos 582 candidatos a mandatos eletivos este ano, nos registros junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Um perfil que muda em relação às eleições de 2010, quando, entre os 454 candidatos, a ocupação mais citada foi a de advogado, seguida de empresário e comerciante.

Servidor público estadual, quatro atrás, foi apenas a décima ocupação mais citadas entre os que disputavam um mandato. Quem também caiu nesse ranking foram os médicos. Eles apareceram em quinto lugar entre as ocupações dos que disputavam mandato em 2010. Este ano estão apenas na nona colocação.

Este ano, foram 44 candidatos que disseram ser empresários. A lista das ocupações que mais apareceram segue com advogados (38), servidores públicos estaduais (34), deputados (28), comerciantes (26), policiais militares (22), estudantes (21), donas de casa (20), vereadores (17) e médicos (16).

Chama a atenção na lista que 74 candidatos optaram por responder ‘outras’, sem cravar nenhuma das opções oferecidas pelo sistema de registro do Tribunal Superior Eleitoral. Em 2010, dos 454 candidatos, 43 fizeram essa opção.

Dentre seis candidatos a governador, há um advogado, um assistente social, um deputado federal, um governador (farmacêutico), um senador (advogado e médico) e um servidor público estadual. Em 2010 também eram seis candidatos a governador: um farmacêutico, um governador, um pedagogo, dois professores de ensino superior e um serventuário de Justiça.

Naquele ano, disputaram os votos dos eleitores paraibanos 34 advogados, 28 empresários, 28 deputados, 20 comerciantes, 18 médicos, 16 professores de ensino superior, 16 servidores públicos federais, 15 policiais militares, 14 estudantes, 12 servidores públicos estaduais e 11 aposentados (exceto servidor público).