Servidores do Ministério Público da Paraíba cobram elaboração PCCR

Servidores do Ministério Público da Paraíba cobram elaboração PCCR

A Associação dos Servidores do Ministério Público da Paraíba (ASMP) tratou, em recente assembleia, de importantes questões de interesse da categoria.Entre as principais reivindicações, os servidores reclamam toda urgência possível na elaboração do PCCR da categoria, com o objetivo de definir a data-base de reajuste salarial, a realização de concurso público etc., sob a alegação de que o procurador-geral do MPPB, Bertrand Asfora, muito tem retardado a agilização do processo.


Durante o evento, o presidente da ASMP, Cleber Carneiro, salientou pormenores dos problemas por que vêm passando os servidores. Segundo ele, nos últimos cinco anos, as correções salariais da categoria não têm alcançado o acumulado da inflação do período, o que resultou em uma defasagem superior a 20%.

Ele disse que, quanto ao PCCR, essa é uma luta que já se arrasta por cerca de quatro anos – e, por fim, ressaltou que o MPPB paga o segundo pior salário entre os MPs do Nordeste, ainda argumentando haver excesso de cargos comissionados, nos quadros da instituição, em relação ao número de servidores.


MaisPB com Assessoria