Servidores do Judiciário decidem paralisar atividades em junho

Servidores do Judiciário decidem paralisar atividades em junho

Os servidores do Poder Judiciário da Paraíba decidiram, nesta segunda-feira (25), paralisar suas atividades por três horas, nos dias 10, 17 e 25 de junho, como forma de pressionar o TJPB a reabrir o diálogo sobre pauta de reivindicações da categoria.

A pauta que irá ditar as paralisações é a defesa incondicional da Regulamentação da Gratificação de Produtividade; incorporação dos Auxílios (alimentação e saúde) aos vencimentos dos servidores; abertura dos editais de remoção; necessidade de realização de concurso público para os cartórios e oficias de justiça; o pagamento da diferença entre o que foi a título de database (6%) e o que foi consolidado, sobre o mesmo tema, no Relatório do Comitê Orçamentário e compromissado na última reunião do Pleno de 2014, inclusive, com o aval do próprio presidente, na época recém eleito.

Durante a Assembleia ainda ficou definido que as ações da ASTAJ-PB e do Sindojus-PB, aqui na Paraíba, serão encaminhadas ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para que, enquanto órgão superior, possa forçar o TJPB a cumprir a decisão do Comitê Orçamentário que deliberou pelo incremento de 8,3% na database do último mês de janeiro.

 

 

 

 

MaisPB