Servidores do Estado acompanham carreata, e Cássio promete acabar com a perseguição

Servidores do Estado acompanham carreata, e Cássio promete acabar com a perseguição

Durante o percurso de uma das maiores carretas da política paraibana, neste domingo (21), em João Pessoa, muitos funcionários do Estado foram às ruas para declarar apoio ao senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato ao governo pela Coligação "A Vontade do Povo".

 Vários servidores, por motivos óbvios, não quiseram se identificar. Mas todos, do Ernesto Geisel aos Bancários, onde a caravana dourada chegou por volta das 17h, passando por Cuiá, Valentina e Mangabeira, manifestaram seu descontentamento com o tratamento dispensado pelo candidato-governador Ricardo Coutinho (PSB).

 Dona Maria, de 61 anos, com mais de 20 dedicados ao IPEP, disse que, além de ter cortado gratificações dos funcionários do Instituo de Previdência do Estado, o governador tem aumentado a perseguição aos prestadores de serviço.

 "Eu acho que ainda tenho minha estabilidade respeitada e por isso não tenho medo de declarar a minha confiança em Cássio. Mas vejo e lamento a situação de alguns companheiros de trabalho, que são perseguidos. Tenho fé em Deus que a parti de janeiro isso vai mudar", comentou a servidora.

 Cássio promete acabar perseguição

 Com o carro parado em um verdadeiro corredor dourado, ao lado da Praça da Paz e tendo a varanda  do Shopping Sul lotada, o senador Cássio fez seu terceiro discurso da Carreata da Vitória.

 E foi bastante festejado quando, mais uma vez, se comprometeu em acabar com o modelo atual de gestão, que em pleno ano de 2014, persegue politicamente os servidores.

 "Esse é um momento de reflexão e comparação, para podermos entender a repercussão da decisão que será tomada daqui a 14 dias. O que pretendemos, em primeiro lugar, se Deus quiser e o povo permitir, é acabar com essa perseguição desumana na Paraíba. Não há mais possibilidade de conviver com esse clima entre o governo e a sociedade", asseverou Cássio.

 

A Carreata da Vitória  da coligação "A Vontade do Povo" passa ainda pelo Castelo Branco e por Tambuzinho, até chegar ao Busto de Tamandaré, para onde está previsto mais um comício relâmpago.

 

Assessoria