Senador Raimundo Lira diz que dia 30 PMDB decide destino sobre coligação em João Pessoa

Senador Raimundo Lira diz que dia 30 PMDB decide destino sobre coligação em João Pessoa

Houve quem saísse da demorada reunião ontem do PMDB, na casa de José Maranhão (foto), crente que a tendência do partido “é ficar com Cartaxo”. O encontro reuniu as lideranças da legenda para discutir os rumos nas principais cidades do Estado. Oficialmente, nada decidido e tudo como dantes.

A política paraibana é afeita à rivalidade. Aqui, ou é tudo ou nada. O senador Raimundo Lira foge dessa regra. Ontem, na entrevista que me deu no Frente a Frente, da TV Arapuan, o peemedebista deu mostras disso.

Ele elogiou o governador Ricardo Coutinho, a quem classificou como piloto de um “governo operacional”, ressaltou a boa relação com o socialista, mas não melindrou com nenhum adversário ricardista.

Na mesma entrevista, ele defendeu o senador Cássio Cunha Lima de acusações, feitas pelo próprio Ricardo, de obstrução à liberação de recursos do Viaduto do Geisel. “Não houve interferência negativa de Cássio”, sustentou.

Ao mesmo tempo, mesmo advogando o apoio do PMDB ao PSB, em João Pessoa, reiterou respeito ao prefeito Luciano Cartaxo, candidato à reeleição e virtual candidato a governador em 2018.

Pretenso candidato à reeleição, Lira percebeu que não é hora de fechar portas. O futuro está em aberto.

 

 

 

 

 

Paraíba.com.br