Senador Lira reforça pedido da terceira entrada da transposição pelo Rio Piancó

Senador Lira reforça pedido da terceira entrada da transposição pelo Rio Piancó

O senador Raimundo Lira (PMDB-PB), ao conceder entrevista à imprensa paraibana, nesta quarta-feira, 25, afirmou que, ao assumir o Senado, fez um profundo estudo sobre o projeto de transposição do Rio São Francisco e que, após essa análise, está pleiteando uma terceira entrada para beneficiar outros municípios paraibanos.

 

Raimundo Lira explicou que essa nova entrada seria feita no Rio Piancó, fortalecendo o Sistema Coremas/Mãe D'Água, além de beneficiar também o Rio Grande do Norte. "E isso seria bem interessante para todos nós, já que a Paraíba é o Estado do Nordeste que tem a menor capacidade hídrica e merece ser mais contemplado com essa transposição".

 

O senador disse que manteve contatos com a maioria dos Senadores e deputados federais do Nordeste e pediu que todos ficassem alerta e vigilantes para a questão hídrica nordestina: "Essa falta de água que sempre foi atribuída e existiu no Nordeste; e agora atinge os três estados mais ricos do País, São Paulo, Rio e Minas Gerais, setor, que no passado. Era chamado da Caixa D'Água do Brasil. Alertei a todos para que fiquem atentos para que os recursos da transposição não sejam direcionados, seja total ou parcialmente, para esse Estados, que detém uma força política muito maior que o Nordeste brasileiro".

 

O peemedebista lembrou ainda que deu entrada em requerimento para criar, para esta legislatura, a Comissão Temporária Externa destinada ao acompanhamento das obras de transposição do Rio São Francisco.

 

De acordo com informações colhidas pelo senador paraibano junto ao Ministério da Integração Nacional, as obras físicas do projeto de transposição do São Francisco já apresentam cerca de 60% de execução.

 

O senador lembrou a importância da obra para o semiárido nordestino, pois vai levar água para consumo humano e animal e para ações que vão alavancar o desenvolvimento sócio econômico do Nordeste beneficiando diretamente 390 municípios. Quando estiver pronta, a transposição vai beneficiar mais de 12 milhões de nordestinos espalhados pelos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Pernambuco.

 

 

Assessoria