Senado vai barrar redução de mandato

Senado vai barrar redução de mandato

O Senado se articula para derrubar a mudança, aprovada pela Câmara, que reduz de oito para cinco anos os mandatos dos senadores. O presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), e líderes dos principais partidos afirmaram nesta quinta-feira (11) serem contrários à mudança, com a promessa de rediscutirem a proposta aprovada pelos deputados.

Renan disse que a decisão da Casa deve ser manter os oito anos de mandato para senadores. “É evidente que o fim da reeleição pode, na prática, ser impulsionado por um mandato mais longo, um mandato de cinco anos. Mas com relação ao Senado, não. Já temos um mandato de oito anos, e essa deverá ser a decisão da Casa, com relação à continuidade do tempo do mandato de senadores”, afirmou.

O senador disse que a proposta aprovada pela Câmara altera a “concepção” do Senado de ser uma Casa revisora das decisões, com mais tempo para votar e analisar propostas. “Altera o modelo constitucional que foi seguido nestes anos todos. Então, terá mais dificuldade [para ser aprovada]”, disse.

Líder do PMDB, o senador Eunício Oliveira (CE) classificou a mudança de “bravata”. O peemedebista disse que a redução nos mandatos “não vai passar” no Senado por modificar algo que está consolidado na história do país.

“Isso é uma bravata. Claro que não vai passar. Para coincidência de mandato, você vai diminuir mandato? Aumenta o mandato do deputado e diminui o do senador? Que história é essa?”, questionou. “A única coisa boa que a Câmara fez até agora foi a extinção da reeleição”, alfinetou.

 

 

 

Folha