Senado reserva R$ 2,1 milhões para cuidados com jardins em 2015

Senado reserva R$ 2,1 milhões para cuidados com jardins em 2015

O Senado Federal vai gastar R$ 2,1 milhões com serviços de jardinagem em 2015. De acordo com o edital publicado na página da Casa, a empresa que vencer a licitação terá que fazer a manutenção dos jardins internos e externos, além de podar as árvores e o gramado da residência oficial do presidente do Senado e dos prédios funcionais da quadra 309 Sul, região nobre de Brasília. Os serviços deverão ser prestados por 12 meses consecutivos.

O orçamento prevê que seja reservado R$ 519 mil para a despesa de 11 jardineiros, o que dá uma média de R$ 3.934,40 por mês. De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio, Conservação e Limpeza Urbana de Juiz de Fora (MG), o salário base de um jardineiro é R$ 1.108. Em uma empresa do Distrito Federal (DF), um profissional da área recebe R$ 1.400 bruto. O salário do jardineiro do Senado, portanto é quase o triplo do que a média praticada no mercado em Brasília.

O Senado também pretende contratar 39 auxiliares de jardinagem com um salário mensal de R$ 3 mil, um motorista que custará mensalmente R$ 4.273,92, e um encarregado, que deverá receber R$ 6.113,39. Segundo a tabela do Sindicato das Empresas de Asseio, Conservação, Trabalhos Temporário e Serviços Terceirizáveis do DF, um motorista de carro leve ganha em média R$ 1.456,00 por mês.

Na residência oficial, os trabalhadores terão que cuidar de 87 árvores, 12 mil m² de gramado e 24 arbustos. Na quadra 309 Sul, onde o Senado tem 72 apartamentos funcionais de três prédios, o trabalho será feito com 48 árvores, 5 mil m² de grama e 32 arbustos. Entre os senadores que moram em apartamentos funcionais estão Aécio Neves (PSDB/MG), o ex-presidente Fernando Collor (PTB-AL) e Gleisi Hoffmann (PT-PR).

A Novacap (Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil) é responsável por realizar manutenção nas áreas verdes de todo o Distrito Federal. Nas quadras residenciais do Plano Piloto, onde estão localizados os apartamentos funcionais, por exemplo, a Novacap também realiza o corte da grama e as podas de árvores.

De acordo com a Companhia, muitos condomínios nas Asas Sul e Norte criam jardins em volta do prédio com paisagismo. Nesta situação, o próprio condomínio realiza a manutenção dos jardins, como o caso da quadra 309 Sul. Prestadores de serviço da Novacap na área de jardinagem recebem em média um salário mínimo.

Fora os custos com os profissionais, aluguel de automóvel, gasolina e equipamentos, a empresa vencedora terá que instalar três equipamentos para a coleta de ponto biométrico, onde os funcionários terão que registrar os horários de entrada e saída do expediente.

Uma das exigências é que a empresa realize o plantio de grama, das espécies batatais e esmeralda. Uma pesquisa realizada pelo R7 com empresas que vendem essa espécie de vegetação constatou que, em média, o metro quadrado da grama batatais custa R$ 6,50. A grama esmeralda está em média R$ 10 o metro quadrado.

As empresas interessadas em participar da licitação podem agendar uma vistoria para conhecer as instalações que precisarão de manutenção. O pregão eletrônico acontece no dia 25 de novembro.

Mais caro

O valor reservado para os jardins do Senado no ano que vem é R$ 400 mil mais caro do que o total gasto neste ano. A empresa contratada em 2013 prestou os serviços de jardinagem pelo valor de R$ 1,7 milhão. No entanto, o contrato não previa a contratação de um motoristas e gastos com automóvel. O quadro de funcionários era formado por 12 jardineiros, 39 auxiliares de jardinagem e um encarregado.


R7