Senado decide manter prisão de Delcídio do Amaral por 59 votos a 13

Senado decide manter prisão de Delcídio do Amaral por 59 votos a 13

O plenário do Senado decidiu manter a prisão do senador Delcídio do Amaral (PT-MS). Em votação aberta, os senadores decidiram que o líder do governo deverá ser mantido preso por 59 votos contra 13 e uma abstenção. Os parlamentares paraibanos Cássio Cunha Lima (PSDB), José Maranhão (PMDB) e Raimundo Lira (PMDB) votaram pela manutenção da prisão.

Decisão foi tomada pelo Plenário do Senado

Delcídio está preso na carceragem da Polícia Federal em Brasília após decisão unânime da segunda turma do Supremo Tribunal Federal. Ele foi levado para a PF nesta quarta-feira (25) pela manhã, na 21ª fase da Operação Lava Jato, quando também foram presos o chefe de gabinete dele, Diogo Ferreira, e o presidente do banco BTG Pactual, André Esteves.

A prisão foi embasada por uma gravação apresentada pelo filho do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, em que o senador oferece R$ 50 mil por mês para a família dele e mais um plano de fuga para que ele deixasse o país. O objetivo de Delcídio era evitar que o ex-diretor fizesse acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal. 

 

 

 

Agência Brasil